Conferencista Edimilson Garcia

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

ESSE ESTUDO FOI ELABORADO PELO Prof : HIPOLITO CÉSAR

PARA SERMOS SALVOS PRIMEIRO TEMOS QUE RECONHECER QUE SOMOS PECADORES










PARA SERMOS SALVOS, PRIMEIRO DEVEMOS RECONHECER QUE SOMOS PECADORES

Assunto pecado:

< Marcos 7:8-9 >
“Negligenciando o mandamento de Deus, guardais a tradição dos homens. E disse-lhes ainda: Jeitosamente rejeitais o preceito de Deus para guardardes a vossa própria tradição .” < Marcos 7:20-23 > E dizia: o que sai do homem, isso é o que o contamina. Porque de dentro, do coração dos homens, é que procedem os maus desígnios, a prostituição, os furtos, os homicidios, os adultérios, a avareza, as malícias, o dolo, a lascívia, a inveja, a basfêmia, a soberba, a loucura. Ora, todos estes males vêm de dentro e contaminam o homem.”
Antes de mais nada, gostaria de definir o que é o pecado. Há pecados definidos por Deus e há também pecados definidos pelos homens. A palavra ‘pecado’ em grego significa ‘perder o alvo,’ isto é, “não entender corretamente.” É pecado não obedecermos corretamente as ordens de Deus.












O que é o pecado?







É desobedecer as ordens de Deus.
Avaliamos os pecados de acordo com a nossa consciência. Isto é, não como uma ofensa contra os Mandamentos de Deus, mas julgamos de acordo com o nosso conhecimento, o coração e a consciência – o pecado é julgado por cada pessoa individualmente. Por isso, uma mesma ação pode ser ou não considerada pecado, dependendo do critério de cada pessoa. Esta é a razão pela qual Deus nos deu 613 artigos da Lei para serem usados como padrão no julgamento. O diagrama abaixo ilustra os pecados do homem.







Lei de Deus







A consciência do homem Normas sociais, moralidade.







Leis nacionais, leis civis
Sendo assim, nunca devemos estabelecer nosso critério de acordo com nossa consciência. O pecado da nossa consciência não está de acordo com o que Deus definiu como pecado. Portanto, não devemos escutar nossa consciência, pelo contrário, devemos agir com base nos Mandamentos de Deus. Cada um de nós tem seu próprio conceito sobre o pecado. Alguns consideram-no como a própria falha e outros como atitudes horrendas. Na Coréia, por exemplo, as pessoas cobrem os túmulos de seus pais com grama e consideram como obrigação mantê-la cortada e tomar conta desses túmulos, até que elas mesmas morram. No caso de uma tribo primitiva de Papua Nova Guiné, as pessoas honram seus parentes falecidos, compartilhando e comendo o corpo destes (não tenho certeza se as pessoas cozinham o corpo antes de comer); parece que isso é para prevenir o corpo da decomposição pelos insetos. Esses costumes ilustram que os conceitos humanos sobre o pecado e sobre o que é certo podem variar muito. A Bíblia, no entanto, nos diz que pecado é desobedecer as ordens de Deus: “Negligenciando o mandamento de Deus, guardais a tradição dos homens. E disse-lhes, ainda: Jeitosamente rejeitais o preceito de Deus para guardardes a vossa própria tradição”(Marcos 7:8-9). Deus não se importa de como parecemos por fora. Ele olha para o centro do nosso coração.
O CRITÉRIO PESSOAL É PECADO DIANTE DE DEUS














Qual é o pecado mais grave?







É desrespeitar a Palavra de Deus!

 Pecado diante de Deus é falhar em viver de acordo com Sua vontade e não crer em Sua Palavra. Deus disse que é pecado viver como os fariseus que rejeitaram os Mandamentos de Deus e deram mais importância às suas instruções tradicionais. Jesus os considerou hipócritas. “Em que Deus você crê? Você realmente Me reverencia e respeita? Você se gaba do Meu nome, mas verdadeiramente Me honra e respeita?” As pessoas olham apenas para a aparência e desrespeitam a Palavra dEle. Isto é pecado aos Seus olhos. Você está ciente disso? Esse é o pecado dos pecados. Nossas fraquezas são apenas erros, meras transgressões. Os erros e os males que cometemos devido nossa imperfeição, não são pecados fundamentais e sim faltas. Deus distingue pecados de faltas. Aqueles que desrespeitam Sua Palavra são pecadores, mesmo que não tenham faltas. Eles são grandes pecadores diante de Deus. Essa é a razão porque Jesus acusou os fariseus. No Pentateuco, de Gênesis a Deuteronômio, há Mandamentos que nos falam o que fazer ou não fazer. Eles são a Palavra de Deus, os Seus Mandamentos. Talvez sejamos incapazes de cumprí-los ou de guardá-los integralmente, mas temos que reconhecê-los como Palavra e Mandamentos que Deus nos deu desde o inicio; portanto aceitemo-los como de fato são. “No princípio, criou Deus os céus e a terra.” “Disse Deus: Haja luz, e houve luz” (Gênesis 1:1 e 3). Ele criou tudo e estabeleceu a Lei.
“E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, e o Verbo era Deus”(João 1:1, 14). Como, então, Deus se revela a cada um de nós? Deus é a Palavra e o Espírito, Ele se revela através dos Seus Mandamentos. Como chamamos a Bíblia? Nós a chamamos de Palavra de Deus.
A Palavra de Deus diz: “Negligenciando o Mandamento de Deus, guardais a tradição dos homens.” Há 613 artigos da Lei que dizem: faça isso, não faça aquilo, honre aos pais … etc.
No livro de Levítico, dentre outras coisas, diz-se sobre as obrigações dos homens e das mulheres; o que fazer quando um animal doméstico cai num poço … Por serem palavras divinas, precisamos observá-las com atenção para obedecermos a Deus e, mesmo que não sejamos capazes de cumprir todas as Suas Leis, temos no mínimo que reconhecê-las como sendo de Deus.
Há alguma palavra proveniente de Deus que não seja correta? Os fariseus puseram de lado os Mandamentos de Deus por causa das tradições dos homens. As palavras de seus antecessores tiveram mais importância do que as palavras de Deus. Assim era quando Jesus nasceu e cresceu. O Senhor Jesus desgostou-se muito ao perceber que as pessoas não aceitaram a Palavra de Deus.
Deus nos deu 613 artigos da Lei para nos ensinar que Ele é a Verdade, Ele é o nosso Deus, e o que são nossos pecados diante dEle, para nos mostrar Sua santidade. Portanto, porque todos somos pecadores diante dEle, devemos crer em Jesus, que foi enviado por causa do amor de Deus por nós, e devemos viver pela fé.
Aqueles que colocam de lado a Palavra de Deus não crendo nela, são pecadores. Aqueles que são incapazes de guardar Sua Palavra também são pecadores; porém, o pecado principal é rejeitar a Palavra de Deus. Quem assim procede irá para o inferno. Não crer é pecar diante dEle.
A RAZÃO PELA QUAL DEUS NOS DEU A LEI
Por que Deus nos deu a Lei? Foi para percebermos nossos pecados e retornarmos aos Seus braços. Ele nos deu 613 artigos da Lei para que pudessemos perceber nossos pecados e sermos redimidos através de Jesus. Esta é a razão pela qual Deus nos deu a Lei.














Por que Deus nos deu a Lei?







Para que percebamos nossos pecados e a punição deles.

 Em Romanos 3:20 está escrito: “Pela lei vem o pleno conhecimento do pecado.” Então, sabemos que a razão pela qual Deus nos deu a Lei foi para não nos forçar a viver por ela. Então, qual é o conhecimento que ganhamos da Lei? É que somos muito fracos para obedecê-la em sua totalidade e que somos pecadores diante de Deus. O que percebemos através dos 613 artigos da Lei? Percebemos nossas faltas e nossa incapacidade de vivermos de acordo com Ela. Entendemos que nós, criaturas de Deus, somos seres impotentes, somos pecadores e deveríamos ser lançados no inferno de acordo com Sua Lei. O que devemos fazer ao reconhecermos nossos pecados e nossa impotência diante de Deus? Será que devemos tentar nos tornar seres perfeitos? Não. Devemos admitir que somos pecadores, crer em Jesus, sermos libertos através de Sua salvação pela água e pelo Espírito, e agradecê-Lo. A razão pela qual Deus nos deu a Lei foi para que percebamos nossos pecados e o castigo dos mesmos, de modo que entendemos que sem Jesus não podemos ser salvos do inferno. Se cremos em Jesus como nosso Salvador, seremos salvos. Ele nos deu a Lei para que percebamos quão totalmente pecadores somos e para salvar nossas almas do pecado. Ele nos deu a Lei e enviou Jesus para nos salvar. Ele enviou Seu próprio Filho para tirar nossos pecados através de Seu Batismo. Podemos ser salvos se crermos nEle. Devemos perceber que somos pecadores sem esperança e temos que crer em Jesus para sermos livres do pecado, tornarmo-nos Seus filhos e devolver a glória para Deus.
Precisamos entender Sua Palavra. Todos os começos são a partir dEle. Por isso, também precisamos começar pela Sua Palavra e entender a verdade da redenção mediante a Sua Palavra. Devemos pensar e julgar através de Sua Palavra. Esta é a justa e verdadeira fé.
O QUE ESTÁ NO CORAÇÃO DO HOMEM?
Devemos crer em Deus através de Sua Palavra, é assim que a fé inicia, caso contrário cairemos numa falácia, o que seria uma fé errada. Quando os escribas e fariseus viram os discípulos de Jesus comendo os pães sem lavarem as mãos, eles não os reprovariam se tivessem observado este ato através da Palavra de Deus. A Palavra nos diz que qualquer coisa que entra na boca do homem não pode contaminá-lo, pois entra em seu estômago, não no coração, e acaba saindo para fora. Como está escrito em Marcos 7:20-23: E dizia: “O que sai do homem, isso é o que o contamina. Porque de dentro, do coração dos homens, é que procedem os maus desígnios, a prostituição, os furtos, os homicídios, os adultérios, a avareza, as malícias, o dolo, a lascívia, a inveja, a blasfêmia, a soberba, a loucura. Ora, todos estes males vem de dentro e contaminam o homem.” Ele disse que os homens são pecadores porque já nasceram com pecados.
Você entende o que isso significa? Somos todos descendentes de Adão. Não podemos ver a verdade porque não a aceitamos nem cremos em todas as Suas Palavras. O que está no coração do homem?
“Porque de dentro, do coração dos homens, é que procedem os maus desígnios, a prostituição, os furtos, os homicídios, os adultérios, a avareza, as malícias, o dolo, a lascívia, a inveja, a blasfêmia, a soberba, a loucura”(Marcos 7:21-22). Tudo isso sai do coração do homem, desonrando a si próprio e aos outros.
Isso também está registrado no livro dos Salmos: “Quando contemplo os Teus céus, obra dos Teus dedos, e a lua e as estrelas que estabeleceste, que é o homem que dele Te lembres? E o filho do homem que o visites?” (Salmo 8:3-4).
Por que Ele nos visita? Ele nos visita porque nos ama. Ele nos criou, amou e teve piedade de nós, pecadores. Ele tirou todos os nossos pecados e nos fez Seu povo. “Ó Senhor, Senhor nosso, quão magnífico é o Teu nome em toda a terra.” O rei Davi entoou cânticos ao Senhor no Antigo Testamento, quando entendeu que Deus se tornaria o Salvador dos pecadores.
No Novo Testamento, o Apóstolo Paulo disse a mesma coisa. É tão surpreendente que nós, criaturas de Deus, podemos nos tornar filhos dEle. Isso só é possível através da Sua compaixão por nós, é o amor de Deus.
Tentar viver completamente de acordo com a Lei de Deus é, de certa forma, desafiá-Lo. Isso é uma idéia que vem da nossa ignorância. Não é correto vivermos sem o Seu amor enquanto lutamos para guardar a Lei. A vontade de Deus é que percebamos que é através da Lei que somos pecadores, e que creiamos na salvação pela água e pelo sangue (Espírito).
Assim está escrito em Marcos 7:20-23: “E dizia: o que sai do homem, isso é o que o contamina. Porque de dentro, do coração dos homens, é que procedem os maus desígnios, aprostituição, os furtos,os homicídios, os adultérios, a avareza, as malícias, o dolo, a lascívia, a inveja, a blasfêmia, a soberba, a loucura. Ora, todos estes males vêm de dentro e contaminam o homem.”
Jesus disse que o que sai do homem, pecados no coração, o contamina. A comida que Deus dá não pode desonrar o homem. Todas as criaturas são limpas, mas somente as coisas que saem do homem, nossos pecados, o contamimam. Todos nós nascemos descendentes de Adão. Então, como nascemos? Nascemos com doze tipos de pecados. Não é verdade? Então, será que podemos viver sem pecado? Nós vamos continuar pecando, pois nascemos com pecado. Será que podemos parar de pecar por nós mesmos, apenas porque conhecemos a Lei? Podemos viver sem desonrar os Mandamentos? Não. Quanto mais tentamos cumprí-los, maiores dificuldades enfrentamos. Precisamos entender nosso limite e desistir. Assim, humildemente, poderemos aceitar o batismo e o sangue de Jesus que nos salva.














O que devemos fazer diante de Deus?







Devemos admitir nossos pecados e pedir a salvação de Deus.
Todos os 613 artigos da Lei são corretos e justos. Mas os homens são pecadores desde a concespção no útero da mãe. Quando compreendemos que a Lei de Deus é correta, que nascemos pecadores e que nunca poderemos nos tornar justos por nós mesmos, perceberemos que precisamos da compaixão de Deus e que necessitamos ser salvos com a redenção de Jesus na água, no sangue e no Espírito. Quando compreendemos nossas limitações — que não podemos ser justificados por nós mesmos e que iremos para o inferno por causa dos nossos pecados — não podemos deixar de contar com a redenção de Jesus. Assim, poderemos ser libertos. Precisamos saber que não podemos ser corretos ou bons diante de Deus por nós mesmos. Por isso, temos que admitir diante dEle que somos pecadores destinados ao inferno e clamar pela Sua compaixão: “Deus, salva-me dos meus pecados e tenha piedade de mim.” Tomemos a oração de Davi como Palavra escrita de Deus: “De maneira que serás tido por justo no teu falar e puro no teu julgar”(Salmo 51: 4). Ele sabia que era cheio de pecado e que era mau o bastante para ser lançado no inferno, mas ele admitiu isso diante de Deus. “Se Tu me chamaste de pecador, eu sou pecador; Se Tu me chamaste de justo, eu sou justo; Se Tu me salvaste, eu estarei salvo; E se Tu me mandaste para o inferno, irei para o inferno.” Esta é a fé correta e a maneira pela qual somos salvos. Isto é o que devemos ser se queremos estar preparados para crer na redenção de Jesus.
PRECISAMOS SABER EXATAMENTE O QUE SÃO NOSSOS PECADOS
Desde que todos somos descendentes de Adão, temos desejos carnais em nossos corações. Mas o que Deus nos diz? Ele nos diz para não cometermos adultério. Há homicídio em nosso coração, e Ele nos diz para não matar. Todos desonram aos pais no coração, mas Deus nos ordena honrá-los. Deveríamos compreender que todas as Suas Palavras são corretas e boas, e que todos temos pecados em nossos corações. Estou certo ou não? Assim sendo, o que devemos fazer diante de Deus? Temos que admitir que somos uma massa de pecados, somos pecadores sem esperança. Não é certo pensarmos que ontem éramos justos porque praticamos boas ações e que hoje somos pecadores porque cometemos pecados. Nascemos pecadores. O que quer que façamos continuaremos sendo pecadores. Esta é a razão porque precisamos ser salvos através do batismo de Jesus. Não somos pecadores por causa dos nossos feitos: adultérios, homicídios, furtos ... somos pecadores porque já nascemos em pecado. Sendo assim, aos olhos de Deus, nunca poderemos ser bons através do nosso próprio esforço. Podemos apenas tentar sermos bons. Portanto, nascemos com a mente cheia de pecados, tais como: homicídios, furtos etc. e não seremos justificados apenas por não cometermos tais pecados. Nunca podemos ser justos diante de Deus por nós mesmos. Se declaramos que somos justos, isso é hipocrisia. Jesus chamou os escribas e os fariseus de ‘hipócritas.’ O homem nasce em pecado e peca diante de Deus ao longo de sua vida. Qualquer que disser que nunca brigou nem bateu noutra pessoa nem roubou até mesmo uma agulha de ninguém em toda a sua vida, está mentindo porque os homens nascem em pecado. Ele é um mentiroso, pecador e hipócrita. Este é o modo como Deus o vê. Você nasceu pecador! E, ainda que não tenha cometido um só ato pecaminoso, está a caminho do inferno. Mesmo que, razoavelmente, você cumprisse a Lei e a maioria dos Mandamentos, ainda assim seria um pecador destinado a ir para o inferno. Então, o que precisamos fazer diante de tal destino? Temos que clamar pela Sua compaixão para sermos salvos de nossos pecados. Se Ele não nos salvar, não há outro recurso senão irmos para o inferno. Este é o nosso destino.
Aqueles que aceitam a Palavra de Deus, também admitem que de fato são pecadores e sabem que são justos. Sabem que é pecado abandonar a Palavra de Deus e não reconhecê-la. Aqueles que aceitam Sua Palavra são justos, ainda que foram pecadores antes. Eles são nascidos de novo pela Palavra de Deus e recebem Sua graça. Eles são os bem-aventurados.
AQUELES QUE TENTAM SER SALVOS MEDIANTE AS OBRAS SÃO PECADORES















Quem continua sendo pecador mesmo depois de crer em Jesus?







Aqueles que tentam ser salvos através das obras.
 Leiamos Gálatas 3:10 e 11: “Todos quantos, pois, são das obras da Lei estão debaixo de maldição; porque está escrito: maldito todo aquele que não permanece em todas as coisas escritas no Livro da Lei, para praticá-las. E é evidente que, pela Lei, ninguém é justificado diante de Deus, porque o justo viverá pela fé.” Diz-se que é maldito todo aquele que não permanece em todas as coisas escritas no Livro da Lei, para praticá-las. Aqueles que crêem em Jesus mas tentam ser justificados pelas suas obras são amaldiçoados. Onde estão aqueles que estão tentando ser justificados pelas obras? Eles estão debaixo da maldição Deus. Por que Deus nos deu a Lei? Para percebermos que temos pecados (Romanos 3:20), somos totalmente pecadores e destinados ao inferno. Portanto, o que precisamos fazer é crer em Jesus como Filho de Deus e em Seu batismo, nascer de novo pela água e pelo Espírito. Assim, você será salvo de seus pecados, tornar-se-à justo,terá vida eterna e irá para o Céu. Tenha fé em seu coração!
O PECADO MAIS ARROGANTE DO MUNDO














Qual é o pecado mais arrogante do mundo?







Tentar viver através da Lei.
Nada tem mais valor do que crer em Deus. Somos abençoados ao crer na Sua bênção. Ele decidiu salvar aqueles que têm fé em Sua Palavra. Hoje, porém, há muitos crentes que tentam viver conforme Sua Lei. A maioria dos cristãos são assim. É até louvável que eles tentem viver segundo a Lei, mas como isso é possível? Devemos entender que é uma bobagem tentar viver pela Lei. Quanto mais tentamos, mais dificuldades enfrentamos. Ele disse: “A fé vem do ouvir, e o ouvir pela Palavra de Deus.” Precisamos expulsar nossa arrogância para que sejamos salvos.
PRECISAMOS ABANDONAR NOSSOS CRITÉRIOS QUANTO A SALVAÇÃO






O que precisamos fazer para sermos salvos?











Precisamos abandonar nossos próprios critérios.
Como o homem pode ser salvo? Reconhecendo que é pecador. Há muitos que não foram salvos porque não conseguem abandonar suas crenças e esforços errados. Deus disse que aqueles que se agarram ao livro da Lei são amaldiçoados. Aqueles que crêem que podem tornar-se justos gradualmente ao continuarem crendo em Jesus e tentarem viver pela Lei, estão debaixo de maldição. Eles crêem em Deus mas ainda pensam que precisam viver de acordo com a Lei para serem salvos. Caro amigo, será que podemos nos tornar justos através das nossas obras enquanto estamos vivos? Tornamo-nos justos apenas crendo na Palavra de Jesus e então somos salvos. Só através da fé no batismo e no sangue de Jesus, e na Sua deidade é que somos redimidos.
Esta é a razão porque Deus nos preparou a lei da fé como a maneira de nos tornarmos justos. A redenção da água e do Espírito não consiste nas obras dos homens, mas em crer na Palavra de Deus. Deus nos libertou através desta fé. Este é o modo como Deus planejou e completou isto.
Por que aqueles que creram em Jesus não foram salvos? Porque eles não aceitaram a palavra da redenção da água e do Espírito. Mas nós, que somos tão imperfeitos como eles, fomos redimidos pela nossa fé na Palavra de Deus.
Se duas pessoas estiverem trabalhando num moinho e uma for tirada, aquela que ficar ainda continuará trabalhando. A que ficou para trás não foi salva e terá que continuar tentando ser redimida. Por que uma foi tirada e a outra deixada para trás? Porque um ouviu e creu na Palavra de Deus. O outro, que trabalhou duramente para guardar a Lei, eventualmente, foi lançado no inferno. Ele tentou arrastar-se até Deus, mas Deus o sacudiu exatamente como sacudimos um inseto quando este tenta subir nossa perna. Se um homem tenta arrastar-se até Deus através da observância da Lei, certamente ele irá ser lançado no inferno. Esta é a razão porque temos que ser salvos pela fé na água e no Espírito. “Todos quantos, pois, são das obras da lei estão debaixo de maldição; porque está escrito: ‘maldito todo aquele que não permanece em todas as coisas escritas no livro da lei, para praticá-las. Visto que a justiça de Deus se revela no Evangelho, de fé em fé, como está escrito: ‘o justo viverá pela fé’”(Gálatas 3: 10-11 e Romanos 1:17).
Não crer na Palavra de Deus é pecado diante dEle. Também é pecado abandonar a Palavra de Deus insistindo em seguir seu próprio critério. Nós, seres humanos, não podemos viver conforme a Lei de Deus porque nascemos em pecado e continuamos pecando ao longo da vida, um pouco aqui, outro tanto ali e por onde quer que vamos. Temos que entender que somos feitos de carne e não conseguimos deixar de pecar. O homem é como um balde de esterco. Se tentarmos carregá-lo de um lugar para outro, acabamos derramando o conteúdo pelo caminho. Somos desse mesmo jeito, derramando nossos pecados por onde quer que vamos. Você pode visualizar isso?
Será que continuaríamos insistindo que somos santos? Se você pudesse claramente ver a si mesmo desistiria da vã tentativa de ser santo e creria na água e no sangue de Jesus. Precisamos expulsar nossa teimosia e admitir que somos pecadores aos olhos de Deus. Então, temos que nos voltar para a Palavra de Deus e descobrir como Ele nos salvou com a água e o Espírito.
por.HipolitoCesar
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Postar um comentário