Conferencista Edimilson Garcia

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011



A MELHOR LIBERTAÇÃO
João 6:31-36
Introdução:
Os países que no passado adotaram a escravatura come­moram a data em que esse desumano sistema social foi abolido. As minorias outrora escravizadas — ou os seus descendentes — honram a memória dos seus libertadores. Há outros tipos de libertação, como a da libertação da mulher, da dependência económica, política, etc. De todas as libertações, entretanto, a maior e melhor de todas é aquela realizada por Jesus.
I. A melhor libertação, v. 33
1. É a realizada pela verdade, v. 32
2. É a realizada pelo Filho, vv. 34, 36; Lucas 15:10
3. É a verdadeira, w. 36, 32
4. É a que depende da nossa obediência, v. 31
5. E a que revela a verdade, v. 32
6. É a realizada através do melhor sangue. Hebreus 12:24.
Conclusão:
A Bíblia fala dos tristes resultados que colherão os que des­prezarem a maior e melhor de todas as libertações (2 Tessalonicenses 1:8-9).


TEXTOS EXTRAÍDOS DA BÍBLIA SAGRADA - NVI


João 11
31 Quando notaram que ela se levantou depressa e saiu, os judeus, que a estavam confortando em casa, seguiram-na, supondo que ela ia ao sepulcro, para ali chorar.
32 Chegando ao lugar onde Jesus estava e vendo-o, Maria prostrou-se aos seus pés e disse: “Senhor, se estivesses aqui meu irmão não teria morrido”.
33 Ao ver chorando Maria e os judeus que a acompanhavam, Jesus agitou-se no espírito e perturbou-se.
34 “Onde o colocaram?”, perguntou ele.“Vem e vê, Senhor”, responderam eles.
35 Jesus chorou.
36 Então os judeus disseram: “Vejam como ele o amava!”
Lucas 15
10 Eu lhes digo que, da mesma forma, há alegria na presença dos anjos de Deus por um pecador que se arrepende”.
Hebreus 12
24 a Jesus, mediador de uma nova aliança, e ao sangue aspergido, que fala melhor do que o sangue de Abel.
2 Tessalonicenses 1
8 Ele punirá os que não conhecem a Deus e os que não obedecem ao evangelho de nosso Senhor Jesus.
9 Eles sofrerão a pena de destruição eterna, a separação da presença do Senhor e da majestade do seu poder.
Postar um comentário