Conferencista Edimilson Garcia

sábado, 14 de maio de 2011

MATURIDADE ESPIRITUAL

O que seria maturidade espiritual?

"Porque vós, irmãos, fostes chamados à liberdade. Não useis, então, da liberdade para dar ocasião à carne, mas servi-vos uns aos outros pela caridade”.– Gálatas 5.13
 
“Um crê que de tudo se pode comer, e outro, que é fraco, come só legumes. Quem come não despreze a quem não come; e quem não come não julgue a quem come; pois Deus o acolheu”. – Romanos 14.2-3

Todo mundo já foi bebê. Tomou mamadeira, chupou chupeta e fez "necessidades" na fralda.

Todo mundo já foi criança. Tomou suco no copo do batman (barbie), chupou pirulito da chiquinha e brincou de carrinho (boneca).

Todo mundo já foi pré-adolescente. Tomou refrigerante em copo de adulto, chupou buballoo (assim que escreve?) e jogou futebol na hora do recreio.

Todo mundo já foi adolescente. Tomou refrigerante em latinha, chupou halls preto e matou aula pra jogar campeonato de futsal...

Vou parar por aqui, porque daqui pra frente ainda não experimentei...

Trazendo para a vida espiritual, a nossa "idade" não é medida pelo tempo que estamos na igreja. Ela é medida pela nossa capacidade de lidar com a liberdade com que Cristo nos libertou.

Como lidar com a liberdade com que Cristo nos libertou?

Simples!

Hoje, a lei que impera é a lei do amor a Deus e ao próximo.

Hoje, há uma necessidade de se ter comunhão com Deus e ouvir o que Ele fala.

Hoje, quem convence o homem do pecado é o Espírito Santo.

Quando possuímos esses 3 "elementos" nas nossas vidas, ai sim somos crentes espirituais de verdade e sabemos lidar com a liberdade.

Vamos passo a passo:

- Nº 1 Hoje, a lei que impera é a lei do amor a Deus e ao próximo.

Tudo se resume no amor.

João amava Maria. Maria gostava de funk e não gostava de pagode. João passou a ouvir funk e parou de ouvir pagode por causa de Maria.

Isso é o amor. Fazer o que agrada ao próximo. É assim o nosso relacionamento com Deus.

- Nº 2 Hoje, há uma necessidade de se ter comunhão com Deus e ouvir o que Ele fala.

Comunhão com Deus é algo essencial e orar/ler a Bíblia são praticas essenciais no ato de se ter comunhão com Deus.

Quando temos comunhão com Deus, sabemos o que vai atrapalhar o nosso relacionamento com Ele, pois (nº3) hoje, quem convence o homem do pecado é o Espírito Santo e o Espírito Santo habita dentro de nós. E o Espírito Santo vai nos falar o que atrapalha.

Se tivermos o amor (nº1) por Deus, logo, vamos ouvir o Espírito Santo e parar de praticar o que atrapalha a nossa vida cristã.

Mas, nem tudo que me atrapalha, atrapalha outra pessoa, necessariamente. Há situações que são comuns a todos, mas nem tudo o é!

Lembra de Romanos 14.2-3 citado no início?

Um crê que se pode ouvir música do mundo. O outro crê que não pode.

Um crê que se pode tomar cerveja. O outro crê que não pode.

Um crê que se pode jogar futebol sem camisa. O outro crê que não pode.

Um crê que se pode ver novela. O outro crê que não pode.

O relacionamento Deus x Homem é muito pessoal. Deus trata cada filho individualmente.

João tem 2 filhos, Zé e Dé. João sabe que Zé gosta de chocolate, mas se comer vai morrer, então João proíbe Zé de comer chocolate. Dé, ao contrário, pode comer chocolate "a rodo", então João permite.

Assim é Deus conosco.

Resumindo:

Você é livre para fazer o que quiser mas, se você ama a Deus você antes de fazer qualquer coisa vai pensar assim: "isso vai atrapalhar meu relacionamento com Deus?".

Seja humilde e reconheça quando atrapalha. Dê ouvidos a voz de Deus.

Agindo assim, você será maduro espiritualmente falando.

Deu pra entender a mensagem? Eu acho que ficou meio complicado...

Mas ainda não terminei!

Liberdade!

"Estai, pois, firmes na liberdade com que Cristo nos libertou e não torneis a meter-vos debaixo do jugo da servidão." – Gálatas 5.1

"Porque vós, irmãos, fostes chamados à liberdade. Não useis, então, da liberdade para dar ocasião à carne, mas servi-vos uns aos outros pela caridade." Gálatas 5.13


Paulo, escrevendo as igrejas da Galácia, nos exorta em Gálatas 5 a conservar a liberdade cristã.

Mas o que seria esta liberdade?

Segundo o
Pequeno dicionário da Língua Portuguesa...


Li.ber.da.de sf condição de ser livre; direito de decidir e agir segundo a própria vontade.

Direito de decidir e agir segundo a própria vontade... Isso é interessante.

O que diria seu pastor se te visse no show da banda calypso?

O que diria seu pastor se te visse bebendo uma cerveja?

O que diria seu pastor se te visse jogando bola sem camisa?

O que diria seu pastor se te visse usando um brinco ou batom?

Lógico que as 2 últimas perguntas, nem todos responderiam "me proibiria", mas as 2 primeiras, pelo menos 99% das pessoas responderiam "me proibiria". (quando eu digo "me proibiria" eu digo +/- assim: ou não faz ou faz e não faz + parte de ministério nenhum na igreja)

E porque será?

Será que somos mesmo livres?

Acontece é que hoje, no meio evangélico, não somos completamente livres. Infelizmente existe um conjunto de leis que devem ser seguidas para ser aceito e visto como um "crente espiritual" nas igrejas.

Não beber, não fumar, não ouvir música secular, não andar sem camisa, não ver TV, não ir ao cinema etc... entre outras coisas.

E isso é bíblico?

Não!
Estais pois firmes na liberdade com que Cristo nos libertou...

Liberdade!!

O que estamos vivendo hoje é o contrário da liberdade com que Cristo nos libertou. Não somos mais livres para fazer o que quiser...

- Pera lá,pera lá! Esse é o problema Lucas. Você falou que "Não somos mais livres para fazer o que quiser". Se fossemos tão livres assim, a igreja viraria um caos. -
Porque vós, irmãos, fostes chamados à liberdade. Não useis, então, da liberdade para dar ocasião à carne, mas servi-vos uns aos outros pela caridade.

Paulo não fala que a igreja viraria um caos. Muito pelo contrário, ele explica tudo "tintin por tintin", pois ele sabia, que se não explicasse a igreja viraria um caos.

Paulo fala que não devemos usar da liberdade para dar ocasião à carne, em outras palavras Paulo fala que nós
devemos ter consciência do que fazemos.

Em outras palavras ainda, Deus nos chama para a maturidade espiritual...

Abraços em Cristo
Postar um comentário