Conferencista Edimilson Garcia

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Cap 6 - O Quinto Mandamento Exodo 20.1-17



Introdução
O quinto mandamento (Êxodo 20:12) esta sendo rapidamente esquecido pela nossa sociedade. Nós sentimos a necessidade de reenfatizarmos a lei de Deus.
A Posição Única do Quinto Mandamento no Decálogo
Nós notamos, por várias vezes, que os Dez Mandamentos estão divididos em duas partes. A primeira trata do nosso dever para com Deus, e a segunda, trata do nosso dever para com o homem (Marcos 12:28-31). A primeira olhada no quinto mandamento parece meramente indicar que esta é a primeira lei tratando da nossa responsabilidade com o homem. Entretanto, um pouco mais de reflexão revelará que o quinto mandamento é único, pois está em uma posição de transição entre as duas partes.
Ao honrarmos os nossos pais estamos honrando a autoridade do Deus Todo-Poderoso, na medida que isto é delegado ao homem. O quinto mandamento realmente trata a respeito da atitude do homem para com a autoridade outorgada por Deus. A mais antiga e básica forma desta autoridade é aquela manifestada através da paternidade.  Ao honrarmos os nossos pais nós estamos nos submetendo ao Senhor que instituiu e autorizou a família. Considere o fato de que Deus mesmo se revela como o nosso ?Pai? (Mateus 6:9).
Considere também que o sinédoque foi utilizado para escrever os Dez Mandamentos. Isto é um artifício literário em que uma parte representa o todo. Ao entendermos isto nós aprendemos que o quinto mandamento cobre o nosso dever de honrarmos toda a autoridade legitimamente constituída. Outras formas da autoridade divinamente outorgadas são:
A. O Governo Civil (Romanos 13:1-3). Nós falamos a respeito de nossos líderes como Pais da cidade, estado e país. O desrespeito à autoridade é uma marca da perversidade (II Pedro 2:10-11).
B. Patrões ! Tito 2:9-10
C. Pastores Consagrados ! Hebreus 13:7
D. Os idosos devem ser tratados com o devido respeito (Levítico 19:32).
I. Os Deveres Implícitos no Quinto Mandamento
A. Respeito ! A falha em honrarmos os nossos pais é uma afronta à honra de Deus. Quando os pais em uma sociedade param de exigir e receber respeito, da mesma forma os professores, a polícia e outras autoridades também não serão respeitadas. A destruição da família leva à um caos na sociedade. Infelizmente, às vezes o governo tenta enfraquecer a família. Eles não percebem que isto causa o enfraquecimento de todo autoridade constituído.
B. Obediência ! (Efésios 6:1-4, Jeremias 35:18-19, Lucas 2:51). Obediência aos pais é a forma mais básica do governo humano. Obediência aos pais também ensina a criança como se submeter a Deus. A primeira impressão de Deus deve vir da firmeza em amor que a criança recebe de seu pai humano. A criança que não é ensinada a obedecer aos seus pais terá dificuldades para se submeter a Deus.
Que isto seja uma admoestação aos pais. O respeito básico a Deus começa com o respeito aos pais.
(Em virtude da autoridade dos pais, governo, pastor etc. vir de Deus, isto não pode ser contrário a Sua Palavra. Ninguém tem o direito de impor a desobediência a Deus. Há uma cadeia de comando e Deus é supremo em cada elo ! Atos 5:29, Mateus 10:37).
C. Atenção as Instruções (Provérbios 1:8)
Os bons pais não somente têm mais experiência do que seus filhos, como também têm o seu bem melhor em seus corações. As crianças honram aos seus pais quando prestam atenção as suas instruções. Que nós possamos como pais levar a sério o nosso dever de cuidadosamente ensinar os nossos filhos (Deuteronômio 6.5-9).
D. O cuidado para com os pais doentes, idosos e necessitados ! I Timóteo 5.4
E. Gratidão ! Provérbios 31:28
F. Cuidado para não Ferir os Pais ! O abuso aos pais é um ultraje. Note em Êxodo 21:15 e 17 o que Deus pensa a respeito disto. Lembremo-nos de que um filho tolo freqüentemente fere o coração dos seus pais. Isto é a ocupação de tolos (Provérbios 10:1 e 30:17).
II. A Promessa ! Efésios 6:1-3
Paulo menciona que este é o primeiro mandamento com promessa. Há várias aplicações desta promessa:
A. Israel como nação gozou de paz e prosperidade enquanto obedeceu a Deus. A rebelião trouxe guerra, invasão e cativeiro. O julgamento das nações parece estar especialmente conectado com a decadência dos valores da família. A destruição da família destrói a estabilidade da sociedade.
B. O bem estar físico das crianças muitas vezes depende da obediência aos pais (Provérbios 30:7). Quantos têm encurtado o tempo de suas vidas por se fazerem surdos às repreensões dos seus pais.
III. Reflexões sobre a Aplicação deste Mandamento
A. Que possamos sempre considerar a importância da família. Dois dos Dez Mandamentos foram dados com a finalidade de proteger a santidade do lar.
B. Como pais, vamos levar a sério o nosso dever de sermos bons pais. Verdadeiramente nós somos representantes de Deus nesta posição.
C. Cada lei de Deus mostra a nossa necessidade de um Salvador. Quem é que não enxerga o quanto tem falhado em honrar seus pais como deveria?    


Postar um comentário