Conferencista Edimilson Garcia

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Cap 9 - O Oitavo Mandamento Exodo 20.1-17



Introdução
O oitavo mandamento foi dado com a finalidade de proteger a propriedade do próximo (Êxodo 20:15). Lembrando sempre que a lei se cumpre no amor, nós sabemos que este mandamento é abrangente o suficiente para envolver as ações do coração assim como as ações feitas pelas mãos. O amor nos leva não somente a não roubar, mas também a proteger e respeitar a propriedade alheia (Êxodo 23:4).
O Direito da Propriedade Privada ! Êxodo 20:15
O século vinte passará para a história como um século de muitas barbáries e derramamento de sangue. A causa principal tem sido a doutrina de comunismo político, a qual nega os direitos da propriedade privada e justifica o seu confisco. A crueldade dos ricos, e a ambição e inveja por parte dos pobres tem ajudado a propagar este vil sistema.
Embora o comunismo seja uma contradição ao oitavo mandamento, o relato de outras formas de governos está longe ser puro. A maioria das guerras é causada pelo desejo de possuir aquilo que pertence aos outros (Tiago 4:1-2).
Ao passo que nossos comentários a respeito dos governos possa parecer estar fora do propósito, devemos lembrar que as ações das nações são o resultado do caráter dos homens. A mesma ambição que destrói milhões também está por detrás de cada ato de desonestidade. Como este mundo seria diferente se os homens fossem honestos! Nós não podemos controlar as massas, mas o evangelho pode fazer a diferença em uma pessoa por vez. Como o sal, o salvo é a influência preservadora deste mundo (Mateus 5:13).
I. As Causas do Roubo
A.Ausência de Amor ! Romanos 13:8-10
Como em todo pecado, assim também o roubo é uma horrenda falta de amor para com o próximo.
B. Descontentamento ! I Timóteo 6:6-8
Ao invés de cultivar um espírito de gratidão muitos sentem que são trapaceados na vida. Eles sentem inveja dos outros e assim justificam suas desonestas aquisições.
C. Falta de Fé ! Mateus 6:33
O roubo é totalmente contrário com a fé em Deus. Por que alguém que acredita que Deus irá suprir todas as suas necessidades, de acordo com o Seu infinito sabedoria, iria sentir o desejo de roubar?
D. Preguiça ! Efésios 4:28
E. Orgulho ! Muitos ladrões se sentem superiores as suas vítimas e sentem que podem enganar o seu próximo.
F. Pobreza ! Provérbios 30:8-9
Os governos que permitem que as massas sejam oprimidas e injustamente subjugadas estão cultivando o comunismo e outras formas de roubo.
II. Tipos de Roubo
Quem poderia listar todas as maneiras pelas quais o oitavo mandamento pode ser quebrado. Pense no vasto número de palavras na nossa língua que descreve as várias formas da prática do roubo. A esperteza do homem neste assunto é espantosa. Nós mencionaremos somente alguns poucos casos em que a desonestidade se manifesta.
A. Roubo
B. Pesos e medidas falsos
C. Propaganda Enganosa
D. Retenção de Salários
E. Preguiça no Trabalho
F. Falsificar a Declaração de Renda
G. Roubar a Deus ! Malaquias 3:8-10
III. O Mal do Roubo
A. O roubo é oposto ao amor. Ele é o pior egoísmo e presunção.
B. O roubo é desnecessário ! Mateus 6:33
C. O roubo caminha de mãos dadas com outros pecados (cobiça, assassinato e perjúrio).
IV. Vivendo Honestamente
Como cristãos nós devemos ser estritamente honesto em todos os nossos negócios (I Tessalonicenses 4:6). Nosso coração deve ser guardado da cobiça (Provérbios 4:23) e qualquer coisa desonesta deve ser evitada. Também devemos agir de maneira a não dar lugar ou levantar suspeita a nosso respeito (Romanos 12:17).
V. A Lei de Deus e o Perdido
Todo pecado por natureza conduz à perdição (I Coríntios 6:10). Esta lei tanto quanto as outras revelam ao homem a necessidade de um Salvador. Cristo Jesus pode tanto perdoar quanto livrar o homem do poder do pecado (I Coríntios 6:10-11, compare Mateus 27:38 com Lucas 23:43). 

Postar um comentário