Conferencista Edimilson Garcia

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

ECLESIA NO GREGO CLÁSSICO

Capítulo II
ECLESIA NO GREGO CLÁSSICO
Liddell e Scott definem eclesia como "uma assembléia de cidadãos convocado pelo pregoeiro; assembléia legislativa". (R. Scott e H. G. Liddell, Uma Léxica Greco-Inglesa). # A léxica de Thayer diz: "uma assembléia de pessoas convidadas a ir ao lugar público de concílio com o propósito de deliberarem" (J. H. Thayer, Uma léxica Greco-Inglesa do Novo Testamento) # Trench dá o significado como "a assembléia legal, numa cidade grega livre, de todos os possuidores dos direitos da cidadania, para a transação de negócios públicos" (R. C. Trench, Sinônimos do Novo Testamento, 7a edição).# O dicionário de Seyffert afirma "A assembléia de pessoas, que em cidades gregas tinham um poder da decisão final em negócios públicos" (Oscar Seyffert, Um dicionário de Antigüidades Clássicas).# Thomas diz:
Era assembléia organizada de eleitores autorizados da comunidade local, reunidos para resolver negócios de interesse comum. Corresponde à reunião da cidade na Nova Inglaterra nos últimos dias. (Jesse B. Thomas, A Igreja e o Reino).#
Ewing escreve:
Em cada caso, a palavra significa um corpo organizado, em oposição a uma reunião casual. A assembléia em Éfeso não parece ser exceção a esta interpretação, quando as pessoas evidentemente se reuniram para ter uma assembléia judicial em sua capacidade coletiva, com tudo tumultuosa em suas deliberações. Eles invadiram o teatro, como os atenienses faziam com freqüência em "bou leuterion", ou fórum, quando Demostenes discursava a eles. (Greville Ewing, Uma Léxica Grego-inglesa, 3a edição).#
O Livro de Dana diz:
No uso clássico eclesia significa "uma assembléia". Era derivada de uma combinação de raiz grega e preposição prefixada, com significado final que era chamada - Sentido de Convocação. Comumente era usada em referência as corporações de representantes qualificados "chamados = convocados", para funções legislativas. (H. E. Dana, Um Manual de Eclesiologia, 2a edição).#
Estas citações são um exemplo justo de eruditos competentes sobre o significado da palavra eclesia no grego clássico. A opinião é unânime de que a palavra significa uma assembléia de cidadãos de uma cidade em particular, que se reuniam de tempos em tempos, para resolverem negócios de sua cidade.
Poucas palavras deviam ser ditas sobre a etimologia de eclesia, antes de passarmos ao próximo capítulo. A léxica de Thayer afirma: "francês" = "ekkletos" - uma reunião dos cidadãos convocados das suas casas para um lugar público = uma assembléia, e esta palavra veio da palavra raiz = "ekkaleo" (J. H. Thayer, Op. Cit.). Esta parece ser a opinião unânime de todos os eruditos gregos. Uma distinção deve ser mantida entre a etimologia (ou raiz) de uma palavra e seu significado em algum tempo particular na história. Ás vezes os dois são o mesmo; muitas vezes são completamente diferentes." “Const?vel" veio de "camis est?bule" que significava ‘assistente de est?bulo’ hoje significa um oficial de paz. "Eclesia" veio de "ekkeletos" que significava "convocar", mas no tempo anterior ao Novo Testamento significava assembléia ou assembléia convocada. Dizer que ela significa o chamado não é certo. Broadus escreve:
A palavra grega eclesia significou primeiramente a assembléia de cidadãos num estado auto governado, sendo derivada de ekkaleo "para convocar"; no sentido como por exemplo fora de suas casas ou lugares de negócio, para convocar, como dizemos ao convocar a milícia. A noção popular que ela significa chamar no sentido de separação dos outros, é um erro (John A. Broadus, Comentário sobre o Evangelho de Mateus, volume 1 de um comentário americano sobre o Novo Testamento).#
Hort também confirma isto ao escrever:
Não há fundamento para a noção amplamente espalhada de que eclesia signifique um povo ou um número de indivíduos "chamados para fora" do mundo ou raça humana (F. J. A. Hort, Op. Cit.).

EXPLICAÇÃO DOS SÍMBOLOS
(#) - Título do livro - traduzido
(*) - Acrescentado para esclarecimento
(?) - Exemplo irrelevante. Omitido, pois não pode ser traduzido em português com um significado coerente.
(?) - Nota do editor. Pode referir-se ou ser comparado com a Bíblia Corrigida (João Ferreira de Almeida) à tradução do rei Tiago, e a Autoridade em português à Americana Padrão.



Postar um comentário