Conferencista Edimilson Garcia

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Tema: A agonia de Cristo e seu julgamento

Capítulo 18

Tema: A agonia de Cristo e seu julgamento
I. A apreensão de Jesus - 18:1-14
Jesus ficou em Getsêmani de propósito porque já sábia o que Judas estava fazendo (13:1-3 , 6:6). É interessante que Cristo, o segundo Adão, foi apreendido num jardim, porque o primeiro Adão falhou e pecou no jardim. Adão ficou escondido, mas Cristo não se escondeu de ninguém.
Neste capítulo chamamos Judas com os inimigos de Jesus, mostrando o que eles realmente era. Um homem sempre segue o seu coração e o satanás já tomou do coração de Judas.
Note o poder do nome de Jesus “Eu Sou” em vs. 6. Mais uma prova que Jesus é Deus, porque este nome está usado por Deus Pai no Velho Testamento. Este nome que salva o pecador (17:6) é o mesmo que condena o incrédulo.
Em vs. 8 Jesus está querendo livrar seus apóstolos do perigo, mas o Pedro decidiu lutar em vez de sair (vs.10). Que pena que Pedro tomou tanto tempo para aprender obediência. Em tudo, nós devemos obedecer a palavra de Deus.
Vs. 9 nos mostra que Jesus protege as nossas almas e os nossos espíritos (17:12). Nossas almas já estão completamente salvas, e no dia da nossa glorificação nossos corpos serão transformados e feitos iguais ao corpo de Jesus depois da sua ressurreição.
Quando Pedro usou a espada ele desobedeceu a Cristo. Cristo não precisa da nossa proteção. As armas que nós usamos para lutar contra satanás são espirituais (II Cor. 10:4-6 . Ef. 6). Pedro usou a arma errada com o motivo errado e o resultado foi errado. Jesus curou Malco (lc. 22:51) para mostrar a sua grande misericórdia.
II. A negação de Cristo por Pedro - 18:15-27
Agora nós vamos ver as falhas de Pedro. No cenáculo ele jactou-se três vezes que nunca deixaria Jesus (Mt. 26:33,35 e João 13:37). No jardim Pedro dormiu 3 vezes em vez de orar como Jesus mandou (Mc. 14:32-41). Depois de negar Jesus 3 vezes, ele foi obrigado por Jesus a confessar o seu amor 3 vezes (João 21). No jardim Pedro foi vencido pela fraqueza da sua carne e agora está vencido pela pressão do mundo. É muito importante vigiar e orar.
Não sabemos quem é o “outro discípulo” de vs. 15. Possivelmente Nicodemos ou José de Arimatéia. Seja quem for, ele ajudou na falha de Pedro entrou na sala do sumo sacerdote em vez de fugir como Jesus já disse. Pedro seguiu o caminho de Sl. 1:1. Ele andou segundo o conselho dos ímpios, ficou no caminho dos pecadores, e finalmente sentou-se na roda dos escarnecedores. Enquanto Cristo sofria, Pedro aquentou-se e não sofreu nada.
III. A rejeição de Cristo - 18:28-40
Anás e Caifás, os líderes religiosos dos judeus, eram sócios nos muitos negócios do templo e odiaram Jesus porque duas vezes ele expulsou os vendedores do templo. Eles parecem muito com alguns chamados “líderes espirituais” hoje em dia que estão lesando o povo e não ajudando ninguém com seus chamados milagres.
O julgamento de Jesus era injusto e ilícito. Cristo foi julgado à noite e os juizes já foram persuadidos da culpa dele. Eles pagaram falsos testemunhas e maltrataram Jesus antes que ele foi oficialmente condenado.
Começando em vs. 33 nós achamos que Pilatos era covarde. Ele fez tudo para agradecer os judeus e finalmente mandou crucificar Jesus para “satisfazer a multidão” (Mc. 15:15). Haverá muitos pecadores no inferno porque eles temeram os homens mais que Deus.
Cristo explica a natureza espiritual do seu reino e diz a Pilatos em vs. 36, “O meu reino não pé deste mundo”. Os judeus rejeitaram Jesus e foi impossível estabelecer seu reino durante seu ministério no mundo. Um dia Jesus voltará para estabelecer seu reino no mundo (Mt. 6:10).
A pergunta de Pilatos em vs. 38, “Que é a verdade?”, está ainda perguntada hoje em dia. Em 14:6 Jesus disse, “Eu sou a verdade”. 17:17 diz que a “Tua palavra é a verdade”. I João 5:6 diz que “O Espírito é a verdade”. É claro que não existe verdade em outras coisas, só nas coisas de Deus.
O mundo sempre escolhe errado nas coisas espirituais, e aqui o mundo escolheu um salteador e assassino e mataram o Senhor Jesus. Os judeus rejeitaram o seu Messias, mas um dia vão aceitar o anti-cristo e o falso profeta (5:43).
Os homens rejeitaram Cristo por várias razões. Judas rejeitou Jesus porque escutou o satanás, e Pilatos porque escutou o mundo.
Em vs. 39 Pilatos mostrou seu conhecimento dos costumes religiosos; mas que pena que ele não conheceu o Salvador. Há muitos no mundo hoje que observam todos os feriados religiosos e todos os costumes da sua religião mas não conhecem o Cristo de Deus.



Postar um comentário