Conferencista Edimilson Garcia

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Tema: Cristo é ungido

Capítulo 12

Tema: Cristo é ungido
Neste capítulo, João escreveu todas as coisas que Cristo fez em seu ministério público antes de morrer na cruz.
I. Cristo e seus amigos - 12:1-11
Enquanto os líderes dos judeus planejaram a morte de Cristo (11:53-57), ao amigos dele fizeram uma ceia em sua honra em Betânia. Mc. 14:3, indica que a ceia foi na casa de Simão, o homem leproso que Jesus curou. Marta, a irmã de Lázaro, preparou a ceia mas sem as reclamações que ela fez na última vez que ela serviu a Jesus (Lc. 10:38-42). A outra vez que ela preparou uma ceia para somente quatro pessoas - Cristo, Lázaro, Maria e ela mesma. Agora ela está preparando para servir muito mais pessoas (Cristo, Lázaro, Maria, Simão, Marta, e os 12 apóstolos.), um total de 17 pessoas. A diferença é que ela aprendeu a deixar Cristo tomar conta de sua vida. Já mostramos que Marta é um tipo de trabalho para Cristo; Maria é um tipo de adoração (ela está sempre aos pés de Jesus); e Lázaro é um tipo do nosso comportamento e testemunho.
O ungüento que Maria usou teve o valor igual o salário dum empregado por um ano naquela época. Maria guardou esse ungüento para servir Jesus. Ela não usou esse ungüento no corpo de seu próprio irmão mas guardou, com amor, para ungir os pés de Jesus. O Judas foi a única pessoa que reclamou e nós bem sabemos os motivos dele em vender o ungüento para mais tarde roubar parte do dinheiro. Cristo defendeu Maria (Ele é o nosso advogado, I João 2:1). “Se Deus é por nós, quem será contra nós?” Romanos. 8:31 (veja também Zacarias 3, onde satanás acusa Josué e Cristo defende.)
Maria dá um bom exemplo de devoção e devemos segui-lo. Ela deu o seu melhor; ela deu generosamente; ela deu apesar da s críticas; ela deu com amor; Cristo a honrou para sua adoração, (Mc. 14:7) e Cristo a defendeu dos ataques de satanás.
Evidentemente Judas roubava dinheiro da bolsa para comprar uma casa própria. Veja Atos 1:18; um (campo, significa uma propriedade, um domicílio). Não confunde este campo com o campo que os sacerdotes compraram (com as moedas de prata que Judas devolveu) para um cemitério. Judas planejou aposentar-se; ele ganhou o mundo mas ganhou sua alma.
II. Cristo e os gentios - 12:12-36
Na ocasião de seu nascimento, gentios vieram do oriente; agora, com sua morte perto alguns gentios vem outra vez (vs. 20). Porque João os menciona neste momento? Porque o rei agora tem sido rejeitado por Israel! Os judeus disseram, “Quiséramos ver algum sinal” (Mt. 12:38); mas os gentios disseram “Queríamos ver a Jesus” (vs. 21). Felipe tinha um nome grego, então vieram a ele, e ele consultou com André, que também tinha um nome grego. Nota: Sempre quando se acha André no evangelho de João, ele está trazendo alguém para Jesus (1:40-42 ; 6:8-9 ; 12:22). Que exemplo de evangelização!
No vs. 32 Cristo fala de ser “levantado” na cruz. Em Mt. 10:5 e 15:24, Cristo ensina seus discípulos a evitar os gentios; mas agora ele diz que os gentios serão salvos através da cruz. Cristo é o grão de trigo que tem que morrer antes de dar fruto e dar ao mundo uma oportunidade de ser salvo.
Foi necessário de Cristo seja levantado para atrair todos (tanto judeu como gentio) a ele. Isso não quer dizer todos os homens sem exceção , mas todos sem discriminação de raça. Cristo fala de novo da “hora” (vs. 23,27). (veja 2:5 ; 7:30 ; 13:1 , e 17:1). É a hora de sua morte, mas ele chama-a a hora de sua glória! Note que Cristo convida qualquer pessoa em vs. 26. Ao pé da cruz, nem judeu, nem grego, tem uma posição especial. “TODOS pecaram...” (Romanos. 3:23,10).
III. Cristo e as judeus - 12:37-50
As últimas palavras do ministério público de Cristo (vs. 35-36) foram um aviso forte de crer enquanto tem a oportunidade de salvação. Note o clímax: “Estas coisas disse Jesus; e retirando-se, escondeu-se deles.” (vs. 36). Nos vs. seguintes, João explica porque Cristo se escondeu e porque os judeus foram condenados.
Os judeus rejeitaram a evidência (vs. 37). A luz tinha brilhado por mais que 3 anos, mas eles ainda recusaram a crer e seguir a luz . Veja os resultados terríveis de rejeitar repentinamente a Palavra de Cristo (vs. 37-41):
1. Eles não criam nele (vs. 37) ainda que viram os sinais (a evidência que Jesus era o Filho de Deus)
2. Eles não podiam crer (vs. 39) porque seus olhos eram cegos, e seus corações duros. Deus “cegou-lhes os olhos, e endureceu-lhes o coração” porque rejeitaram a Sua graça.
Isaías 53:1 profetizou a incredulidade dos judeus, e Isaías. 6:10 a dureza de seus corações. Isaías. 6:10 é citado mais de 6 vezes na Bíblia e cada vez fala de julgamento: Mt. 13:14 ; Mc. 4:12 ; Lc. 8:10 ; João 12:40 ; Atos 28-26; e Romanos. 11:8. É um aviso repetido que o ímpio deve crer enquanto tem uma oportunidade. “Enquanto tendes luz, crede na luz!” (12:36). “Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto.” (Isaías. 55:6)
João apresenta o conflito entre a luz e as trevas. A luz simboliza a salvação, santificação, e a vida; as trevas simbolizam condenação, pecado e a morte. João fala de 4 tipos de trevas:
a. as trevas mentais - João 1:5-8 , 26 - satanás cega o entendimento do incrédulo ( II Cor. 4:3-6) e ele não pode “ver” (entender) verdades espirituais.
b. as trevas morais - João 3:18-21 - o incrédulo ama o pecado e aborrece a luz.
c. as trevas judiciais - João 12:35-36 - se os homens não obedecem a luz, Deus manda as trevas e Cristo se esconde deles.
d. as trevas eternais - João 12:46 - “permanecer” nas trevas quer dizer viver no inferno.
No vs. 42-50 João cita Cristo e mostra porque muitos rejeitam a luz. Alguns rejeitam a Cristo por causa de medo dos homens (vs. 42-43). Apoc. 21:8 dá uma lista das pessoas que vão para o inferno e os primeiros na lista são “os ímpios”, os que tem medo. No vs. 48 Cristo diz que rejeitar as Suas Palavras leva a condenação. Salvação vem através da Palavra (João 5:25); e a própria Bíblia que o homem rejeita hoje “o há de julgar no último dia.” (vs. 48 , Apoc. 20:12).
Este capítulo encerra o registro do ministério público de Cristo. Ele nos lembra mais uma vez de não fazer pouca coisa das oportunidades espirituais. A luz não vai brilhar mais para sempre ; Cristo um dia se esconderá daqueles que desprezaram a Sua salvação ou a Sua Palavra. (veja Prov. 1:20-33)
Note! Em João 12:32 a palavra “levantado” não significa “honrado” mas significa a crucificação quando Cristo foi “levantado” numa cruz. Cristo foi “levantado” uma só vez , mas graças a Deus Ele será “exaltado” ou “honrado” na vida de cada crente fiel, em cada igreja verdadeira (Ef. 3:21), e em cada mensagem baseada na Palavra de Deus.



Postar um comentário