Conferencista Edimilson Garcia

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Tema: Jesus lava os pés dos discípulos

Capítulo 13

Tema: Jesus lava os pés dos discípulos
Fazendo comparação entre João 1:11-12 e 12:36 com João 13:1 é fácil saber que já começamos uma fase nova do Evangelho de João. Cristo “veio para que o que era seu, e os seus não o receberam”. (João 1:12). Agora Cristo não vai mais ministrar publicamente a Israel mas vai reunir secretamente com os seus discípulos. Cap. 13-17 mostram o ministério de Cristo aos seus discípulos. Chamamos isto o “Ministério no Cenáculo”. Há 3 lições importantes em cap. 13 para os crentes:
I. Uma lição de humildade
Jesus lavou os pés dos discípulos não para nos deixar uma outra ordenança, mas para nos deixar um exemplo (vs. 15). Nos países orientais são os escravos que lavam os pés dos visitantes em casa; aqui Cristo está assumindo o lugar de um escravo. Ele ensina claramente em vs. 13-16 que os apóstolos devem tratar uns aos outros com muita humildade. Lembra-se que em Lc. 22:24-27 os apóstolos discutiram sobre qual deles séria o maior!
Em vs. 1-5 vemos um tipo do que Jesus fez quando saiu do céu e nasceu em Belém. Note o tipo: Cristo levantou do seu lugar (Cristo levantou do seu trono no céu); tirou os vestidos (Cristo deixou sua honra e glória no céu e habitou entre nós como um humilde servo); depois de lavar os pés dos discípulos Cristo sentou-se (está sentado a destra do Pai agora porque já completou sua obra).
Eu acho que Pedro lembrou-se desta lição em humildade muitos anos depois quando ele escreveu I Pedro. 5:5-6. Há muitos crentes discutindo hoje em dia sobre posições na igreja, e sobre quem é que manda. Eles devem lembrar-se do exemplo de Jesus quando Ele lavou os pés dos discípulos.
II. Uma lição de santidade
As palavras de Jesus em vs. 8 são importantes: “Se eu te não lavar, não tens parte comigo.” Há uma diferença entre união com Cristo como um “dos Seus” através de fé, mas o pecado dele quebrara sua comunhão com o Senhor. Há uma diferença entre ser o filho dele e ter comunhão com Ele. Somente quando permitimos Cristo a nos lavar no seu sangue podemos ficar em comunhão com Ele e gozar a sua presença e o seu poder.
No vs. 10 Cristo faz uma importante diferença entre lavagem e purificação . Este verso significa que a pessoa que já está lavado uma vez para sempre no sangue de Jesus não tem necessidade de lavar nada além dos pés (um tipo do nosso comportamento). O crente está lavado completamente no sangue (Tt. 3:5-6 , I Cor. 6:9-11) mas cada dia deve confessar seus pecados (I João 1:7-10).
Os sacerdotes do Velho Testamento foram lavados completamente durante sua consagração, mas Deus ainda mandou-lhes lavarem seus pés na pia de cobre antes de entrar no tabernáculo (Êx. 30:17-21). Hoje em dia Cristo está lavando o seu povo através da sua palavra (Ef. 5:25-26 , João 15:3). O crente que lê a Palavra diariamente, deixa a palavra penetrar no seu coração (Hebreus. 4:12), e depois confessa o seu pecado a Deus está andando na luz (Sl. 119:9). Esta lição não ensina como ganhar ou perder a salvação, mas mostra como ter comunhão com Cristo depois de ser salvo. Alguns crentes que estão ignorantes da palavra fazem o mesmo erro que Pedro fez (v. 9)( e querem ser lavados completamente ou salvos de novo (que é uma impossibilidade, Hebreus. 6:4-6)
III. Uma lição de hipocrisia
O Judas Iscariotes estava no cenáculo e Cristo lavou seus pés. Judas fingiu ser um crente mas realmente era hipócrita. Nos vs. 10-11 Jesus mostrou que já sábia quem ia O trair. Judas fez o papel de crente tão bem que nem os outros apóstolos souberam que ele era hipócrita.
Cristo referiu-se a Sl. 41:9 (vs. 18) para mostrar que a sua traição estava perto. Cristo lavou os pés de Judas e agora Judas vai levantar o seu calcanhar contra Cristo. Judas era um instrumento de Satanás (vs. 2,27). Primeiro satanás planta a semente de fazer o mal e depois ele controla completamente a pessoa que vai fazer o mal. Cristo referiu-se a este vs. (Sl. 41:9) para preparar os seus apóstolos para aguentar sua morte na cruz e não cair na incredulidade. O crente que conhece a palavra está pronto para enfrentar o diabo na sua vida cristã.
No vs. 21 Cristo falou francamente que um deles ia O trair. Foi uma última advertência a Judas. Cristo lavou seus pés, falou-lhe a Palavra de Deus, e agora diretamente com ele, dando oportunidade para Judas arrepender-se e não fazer a traição.
É muito perigoso ser um homem como Judas. Mc. 14:21 diz “Bom séria para o tal homem não haver nascido”. Judas fingiu ser um crente, brincou com o pecado, e não aceitou Jesus. Qualquer que faz como ele vai acabar desejando nunca ter nascido. Judas escolheu trair o Senhor Jesus e ele está culpado junto com o satanás
Depois que Judas saiu Jesus falou com Pedro sobre as suas fraquezas. A autoconfiança está perigosa na vida cristã. Devemos andar dia confiando em Jesus, que é a nossa força.



Postar um comentário