Conferencista Edimilson Garcia

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Tema: O novo nascimento

Capítulo 3

Tema: O novo nascimento
Aqui encontramos o capítulo mais importante no evangelho de João, porque trata do assunto do novo nascimento. As principais religiões e seitas de hoje em dia tem ensinado tanto erro sobre esse assunto que o homem em geral, seja o homem na rua ou na igreja, não tem nenhuma idéia do que significa o “novo nascimento”.
I. A necessidade do novo nascimento - 3:1-5
1. Sem o novo nascimento não podemos ver o reino de Deus (3:3). Nicodemos era um homem religioso e um dos principais professores nos assuntos religiosos, mas mesmo assim ele não sábia nada acerca do novo nascimento. Infelizmente hoje centenas de “pastores” formados dos seminários de teologia estão na mesma situação de Nicodemos, pois “o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus”(I Cor. 2:14). Nicodemos veio a Jesus de noite e representa os incrédulos desse mundo que só andam na escuridão (Ef. 4:18 ; II Cor. 4:3-6). Sendo religioso não prepara o homem para o céu; tem que nascer de novo.
Como muitas pessoas hoje em dia, Nicodemos confundiu as coisas espirituais e as coisas físicas (vs. 4). Ele pensou do nascimento físico enquanto Cristo falou do nascimento espiritual. Todo homem deve aprender que o nosso nascimento físico nos faz filhos de Adão e assim filhos de ira e desobediência (Ef. 2:1-3). Não existe uma educação purificação, disciplina, ou atividade religiosa que pode transformar a nossa velha natureza; temos que receber uma nova natureza de Deus, através do novo nascimento, ou não podem VER o reino de Deus (3:3).
2. Sem o novo nascimento não podemos entrar no reino de Deus (2:5). As palavras “reino de Deus” não significa reino aqui no mundo, mas significa o reino de Romanos. 14:17 que é de justiça, paz e alegria no Espírito Santo. Depois de nascer de novo o crente entra logo neste reino, e na hora da sua morte, ou na volta de Cristo, entrará no céu e no reino eterno.
Nicodemos pensava que foi suficiente nascer judeu e obedecer a lei para satisfazer a Deus, mas ele esqueceu que desde o pecado de Adão até agora, todos os homens nascem pecadores e somente podem entrar no reino de Deus pelo novo nascimento.
II. A natureza do novo nascimento (3:6-13)
1. O novo nascimento é o nascimento espiritual (3:6-7). O que nasce da carne é da velha natureza e já está condenada. O que nasce do Espírito é a nova natureza (II Pedro. 1:4) e é eterna. A carne não pode produzir um nascimento espiritual. Sabendo deste fato também sabemos que a frase “nascer da água” em vs.5 não significa a água do batismo porque batismo é aplicando uma substância física (água) a um ser físico (o candidato) e isto nunca pode produzir um nascimento espiritual (João 1:11-13 ; 6:63)
NASCER DA ÁGUA EM JOÃO 3:5 NÃO SIGNIFICA BATISMO PORQUE:
a. O batismo da Bíblia mostra a morte e não o nascimento (Romanos. 6:1)
b. Não existe batismo no velho testamento.
c. Salvação não é das obras (Ef. 2:8-10), e batismo é uma obra.
d. Cristo veio ao mundo para salvar, mas Ele não batizou ninguém (João 4:2)
O NOVO NASCIMENTO SÓ VEM ATRAVÉS DE MEIOS ESPIRITUAIS. QUAIS SÃO ESTES MEIOS?
a. O Espírito de Deus (João 3:6 , 6:63)
b. A palavra de Deus (I Pedro. 1:23 , Tiago 1:18)
A palavra “água” em vs. 5 representa a palavra de Deus (Ef. 5:26 ; Tito 3:5). Uma pessoa nasce de novo quando o Espírito de Deus usa a palavra de Deus para produzir fé, e dá nova natureza no instante que a pessoa crê. O Espírito usa pessoas para pregar a palavra de Deus, mas somente Ele dá vida.
2. O novo nascimento é um nascimento misterioso (3:8-10). Ninguém sabe explicar o vento, e ninguém pode explicar o trabalho do Espírito Santo. Aqui o vento é um tipo de Espírito Santo (veja Atos 2). Nicodemos, sendo um doutor da lei, não sábia o que as escrituras ensinaram em Ezequiel 37, onde o vento trouxe vida aos ossos secos de Israel. É claro que nós não entendemos tudo acerca do novo nascimento, mas, isso não significa que não é verdadeiro.
3. È um verdadeiro nascimento (3:11-13). Muitas coisas são misteriosas, mas ainda verdadeiro. O homem só vai descobrir pessoalmente que o novo nascimento é verdadeiro depois de experimentá-lo.
III. A base do novo nascimento ( 3:14-21)
1. A morte de Cristo foi necessário (3:14-17). Jesus mais uma vez refere-se ao Velho Testamento e o Livro de Números cap. 21, onde as serpentes morderam o povo e a única solução foi levantar uma serpente de metal no meio do acampamento. Todos que olharam para a serpente foram salvos da mordida da serpente.
Hoje lembramos que Cristo foi levantado numa cruz e todos que olham para Ele, serão salvos de seus pecados, e nasceram de novo. Somente na morte de Cristo encontramos vida para o pecador.
2. A fé do pecador é necessário (3:18-21). Fé no Senhor Jesus é o único meio de salvação que existe. Lembra-se que em Números 21 Deus não mandou matar as serpentes, nem proteger o povo das serpentes, mas Deus mandou levantar a serpente de metal e olhar para aquela serpente pela fé. Quem não olhou, morreu; quem olhou, viveu. É tão simples que até uma criança pode entender o plano de Deus para salvação.
IV. A confusão acerca do novo nascimento (3:22-26)
Vs. 25 indica que Nicodemos continuou a buscar a verdade acerca do novo nascimento. Ele não entendeu o batismo e as cerimônias religiosas. Ele ainda confundiu a “água” de vs. 5 com a purificação dos judeus. Note agora como o apóstolo João (vs. 26) explica a Nicodemos o plano de salvação. João não disse nada de batismo mas falou de fé no vs. 36. “Crê” e “não crê” significa a pessoa que tem fé e a pessoa incrédulo que não tem fé.
Nicodemos aceitou Cristo mais tarde e provou a sua fé pelas suas obras em João 19:38-42



Postar um comentário