Conferencista Edimilson Garcia

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Tema: O pão da vida

Capítulo 6

Tema: O pão da vida
I. Os sinais - 6:1-21
Os primeiros três sinais mostram COMO SER SALVOS: pela PALAVRA, pela FÉ, e pela GRAÇA. O quarto sinal (multiplicação dos pães) mostra a cooperação entre os crentes e Deus para apresentar salvação aos perdidos. Cristo tomou o pão, o abençoou, e deu-o aos seus discípulos para distribuir entre o povo. Salvação é totalmente de graça, mas Deus ainda usa crentes para a mensagem de salvação aos homens, “E como ouvirão, se não há quem pregue?” (Romanos. 10:14). Realmente Cristo só tem as nossas mãos no mundo para entregar o pão da vida aos famintos.
Os últimos três sinais no Evangelho de João mostram os resultados da salvação:
(6:15-21) Jesus anda sobre o mar (Sou eu, não temais) - Salvação traz PAZ
(9:1-7) Cura dum cego de nascença - Salvação traz LUZ
(11:34-46) A ressurreição de Lázaro - Salvação traz VIDA.
Jesus não quis ser rei dum povo interessado só em encher o estômago (vs. 26). Cristo mandou embora a multidão e mandou seus discípulos adiante num barco, já sabendo que a tempestade ia pegá-los. A Igreja hoje em dia está sempre lutando contra as tempestades de satanás, mas nosso Senhor está conosco, e um dia nós vamos chegar ao nosso destino seguros e salvos.
II. A mensagem - 6:22-65
Em vs. 22-31 o povo seguiu ao outro lado do mar até Cafarnaum e encontrou de novo com Jesus na sinagoga. A mensagem de Jesus revela os verdadeiros motivos do povo (vs. 26-27) e a sua ignorância da verdadeira salvação pela fé (vs. 28-29). Jesus deu o pão de graça e agora está querendo dar a vida eterna, mas o povo só pensava em trabalhar para ganhar este dom de Deus. Em vs. 30, mais uma vez pediram um sinal igual ao sinal de Moisés no deserto quando o povo comeu o maná. Jesus usou esta verdade como a base da Sua mensagem. Há três divisões na mensagem, cada uma seguida duma reação do povo.
1. Cristo revela sua pessoa - O Pão da Vida (6:32-40). Com muita ousadia Jesus mostra á multidão que ele é o Filho de Deus. O verdadeiro pão de Deus é uma pessoa do céu (vs. 33) e ele dá a vida, não somente aos judeus (como Moisés), mas a todos que crêem no seu nome. Os judeus murmuravam (vs. 41-42) e duvidavam da sua divindade. Jesus disse que Deus era seu Pai (vs. 32) mas o povo disse que José era o seu Pai (vs. 42)
O maná do Velho Testamento é um tipo de Cristo:
a. Veio do céu
b. Nasceu pelo poder de Deus
c. Não foi poluído pela terra
d. Foi pequeno, redondo, e branco; mostra a humildade, a eternidade, e a puridade de Cristo
e. Foi de graça
f. O povo tomou e comeu; tem que receber e experimentar Jesus para ser salvo
g. Foi suficiente para todos
2. Cristo revela o processo de salvação (6:43-52). O pecador perdido não busca a Deus (Romanos. 3:11) a salvação tem começar com Deus. Como é que Deus chama pessoas a serem salvas? Pela Palavra de Deus (vs. 45) ( II Tess. 2:14). Quem come o pão deste mundo viverá algum tempo mas ainda tem que morrer. Quem come o pão espiritual (Cristo) recebe vida eterna e não está mais em perigo da segunda morte. Jesus diz em vs. 51 que dará o seu corpo pela vida do mundo e os judeus ficaram revoltados em cap. 3, eles não souberam a diferença entre as coisas físicas e as coisas espirituais.
3. Cristo revela o poder da salvação (6:53-65). Que significa as palavras de Cristo, “comer minha carne” e “beber meu sangue”? Ele não está falando literalmente. Em vs. 63 Cristo diz claramente que a “carne para nada aproveita”, mas “é o Espírito que vivifica”. Cristo explica agora o que significa carne e sangue porque ele diz, “As palavras que eu vos disse são espírito e vida”. Em outras palavras, nós comemos a carne de Cristo e bebemos seu sangue cada vez que RECEBEMOS A SUA PALAVRA ensinada pela Espírito Santo. Cristo não está falando do pão e do cálice da Ceia do Senhor, nem da missa, porque Ele não instituiu a ceia até mias tarde e nunca instituiu a missa. Quem diz que o homem recebe vida pelo pão e vinho está negando a Palavra de Deus.
Jesus é a palavra viva (1:1-4) e se fez carne para nós (1:14). A Bíblia é a Palavra escritas. Tudo que é verdade acerca da Bíblia também é verdade acerca de Jesus.
Ambos são SANTOS - Lc. 1:35 ; II Tim. 3:15
Ambos são VERDADE - João 14:6 , 17:17
Ambos são LUZ - João 8:12 ; Salmo. 119:105
Ambos DÃO VIDA - João 5:21 ; Salmo. 119:23
Ambos PRODUZEM O NOVO NASCIMENTO - I João 5:18 ; I Pedro. 1:23
Ambos são ETERNOS - Apoc. 4:10 ; I Pedro 1:23
Ambos são o PODER DE DEUS - I Cor. 1:24 ; Romanos. 1:16
A conclusão do assunto é que quando alguém recebe a Palavra de Deus no seu coração, recebe Jesus também. Nós comemos a carne de Jesus cada vez que lemos e participamos da Bíblia, a palavra escrita de Deus.
Pedro entendeu o que Jesus falou porque em vs. 68 ele disse, “Tu tens as palavras da vida eterna”. O povo estava ofendido por esta doutrina (vs. 61) e não andaram mais com Cristo. Esta é Crise n.º 1 no Evangelho de João (veja o esboço)
III. A separação - 6:66-71
A palavra de Deus, que revela a pessoa de Cristo, sempre faz uma separação entre o verdadeiro e o falso. O povo, desejando pão para satisfazer a sua carne, rejeitaram o Pão da Vida que pode satisfazer até a alma. Pedro e dez dos apóstolos afirmaram sua fé em Cristo. Eles receberam sua fé pela Palavra de Deus (Romanos. 10:17). O judas Iscariotes também ouviu mas só fingiu uma fé salvadora e no fim foi ele que traiu o Senhor Jesus. (Note: a palavra “discípulos” em vs. 66 não refere-se aos apóstolos mas aos “seguidores” de Jesus)



Postar um comentário