Conferencista Edimilson Garcia

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Tema: Obreiros de Deus



Capítulos 15 e 16
 Capítulo 15
 
Este capítulo trata o assunto de judeus e gentios como obreiros na igreja, e dá três ministérios que nós devemos reconhecer e entender. 
I. O ministério de Cristo aos judeus e gentios - 15:8-13 
Cada aluno da Bíblia deve reconhecer o ministério duplo de Cristo - primeiro aos judeus e depois aos gentios. Quando Cristo nasceu, Deus anunciou a Sua vinda aos judeus e mostrou que a Sua vinda cumpriu muitas promessas do Velho Testamento. (vs.8). 
Os judeus rejeitaram seu Messias pelo menos três vezes: 
1 -  Os judeus permitiram o rei Herodes matar o mensageiro de Deus, João o Batista. 
2 -  Os judeus pediram a morte de Jesus. 
3 -  Os judeus mesmo mataram Estevão. 
No livro de Atos lemos que o evangelho foi sempre "primeiro ao judeu". Se Israel tivesse aceito Jesus, o reino teria sido feito e as bênçãos de Deus teriam estado derramadas sobre os gentios pelos evangelistas judeus. Paulo já mostrou em Romanos cap.9-11 que pela queda de Israel os gentios recebem o evangelho. 
Nos  vs.9-11 notamos que os gentios ouvem a Palavra (Sal.18:49); os gentios regozijam com os judeus (Deut.32:4); os gentios louvem Deus (Sal.117:1); e os gentios aceitam Cristo e gozam o Seu reino (Isa.11:10). 
Este trecho é um bom relatório da história de Israel: vs.9 (Atos.10-14) os judeus testificaram aos gentios; vs.10 (Atos.15-28) judeu e gentio participam juntos na igreja; vs.11 (Atos.28) Israel finalmente foi abandonado por Paulo e os gentios foram colocados no lugar proeminente no programa de Deus (veja Efésios e Colossenses; vs.12 o futuro reino dividido entre judeus e gentios. 
O vs.13 nos mostra que não temos que esperar para receber as bênçãos do futuro reino, mas podemos recebê-las agora mesmo pelo Espírito Santo. 
II. O ministério de Paulo aos judeus e aos gentios - 15:14-22 
Paulo está ansioso para dizer que ele é apóstolo dos gentios, e no vs.16 Paulo é um sacerdote do Novo Testamento e o seu sacrifício que oferece a Deus é cada gentio que aceita Jesus como Salvador. 
O ministério de Paulo teve uma mensagem especial (vs.16) "o evangelho de Deus", (vs.18-19) milagres, (vs.20) um método especial de levar o evangelho onde ninguém nunca levou antes. Paulo era pioneiro: ele não misturou a lei e a graça, fé e obras, nem Israel e a igreja, como muitos "lideres Cristãos" fazem hoje em dia. 
Paulo foi impedido de ir a Roma, não pelo satanás, mas pela necessidade de pregar o evangelho em muitos lugares onde nunca foi anunciado antes. O fato de Paulo estar pronto a pregar em Roma indica que nenhum outro apóstolo pregou em Roma antes (como Pedro) porque Paulo pregou nos lugares onde ele foi o primeiro. 
III. O ministério das igrejas dos gentios aos judeus - 15:23-33 
Paulo desejou ir a Espanha e muitos acham que ele foi. Mas agora encontramos Paulo pronto para levar uma oferta a Jerusalém para ajudar os pobres crentes judeus. Esta oferta foi dada pelas igrejas dos gentios. (1Cor.16 e 2Cor.8-9) . Paulo oferece várias razões porque os gentios deram esta oferta: Obrigação espiritual: vs.27 
Os gentios tendo recebido todas as suas bênçãos espirituais pelos judeus agora querem ajudar os judeus com coisas materiais. 
 Amor pessoal 
 Paulo ainda teve uma grande compaixão para os judeus e com esta oferta foi possível mostrar o seu amor. 
Unidade Cristã - vs.31 
Alguns dos judeus não ficaram satisfeitos com os gentios na igreja (Atos.15) e esta oferta ajudou justamente aqueles irmão judeus que reclamaram. 
Apesar de não ficar debaixo da responsabilidade de levar o evangelho "ao judeu primeiro" hoje em dia, nós ainda temos a responsabilidade de evangelizar o judeu junto com os outros povos deste mundo (Mat.28:18-20). Nenhum crente deve sentir alguma coisa contra o judeu. Como uma nação sabemos que os judeus não vão converter-se mas alguns judeus vão converter pela pregação do evangelho. 
Paulo esperou ter problemas com os judeus incrédulos, e justamente os problemas vieram (Atos.21:15). 
 
 
Capítulo 16
Tema: Saudações aos Irmãos 
Esta lista de nomes mostra que Paulo amou os crentes e estavam interessado nas suas vidas e obras. Estas pessoas sem dúvida, foram pessoas convertidos no ministério de Paulo em outras cidades, e que mudaram para Roma; lembre-se que Paulo nunca visitou Roma antes. Como Jesus conheceu as ovelhas, Paulo também conheceu os seus convertidos. 
I. Saudações a alguns irmãos - 16:1-6 
Parece que os crentes de Roma não reuniram num lugar só, mas em várias casas. (vs.5,10,11 e 15) Não existia "a igreja em Roma" no sentido, por exemplo, de 1Tess.1:1 "A igreja dos Tessalonicenses". Parece que Febe viajou para Roma trazendo a carta consigo. O conselho de Paulo é recebê-la e ajudá-la. É pena que todos os crentes de hoje em dia não praticam este conselho com os nossos irmãos. 
Mais uma vez encontramos Priscila e Áquila, aqueles amigos amados de Paulo em Atos.18:2-28, 1Cor.16:19, e 2Tim.4:19. Eles saíram de Roma por causa da perseguição e assim entraram com Paulo em Corinto. Agora os dois estão tentando fundar uma igreja em sua casa em Roma. Nós não sabemos quando foi que eles salvaram a vida de Paulo, mas graça a Deus que salvaram este grande servo de Deus. 
Nove irmãos estão mencionadas neste capítulo: Febe (16:1); Priscila (16:3); Maria (16:6); Trifosa (16:12); Pérsida (16:12); a mãe de Rufo (16:13), Julia (16:15), a irmã de Nereu (16:15). Esta lista mostra o interesse de Paulo nas mulheres das igrejas. Ele conheceu o fato que as mulheres podem ser grandes obreiras na obra do Senhor. Deus nunca chamou uma irmã para pregar o evangelho, mas muitos pastores, evangelistas, e diáconos já receberam muita ajuda das suas esposas e outras irmãs da igreja. 
Em vários versículos Paulo refere-se aos seus parentes (7,11,12) que não significa parentes de sangue mas significa outros judeus, possivelmente da tribo de Benjamim. 
II. Alguns pecadores a Evitar - 16:17-20 
Paulo estava cônscio do perigo às igrejas de permitir o pecado entrar no seu meio. Crentes devem perdoar o seu irmão e amá-lo, mas pecado contra a igreja tem que ser resolvido pela disciplina da igreja. Crentes que tem suas vidas cheias de pecado não podem ser aceitos como membros da igreja do Senhor. Devemos "notar" eles. Na língua original esta palavra quer dizer "fique olhando". Então devemos notar bem os desordeiros e encrenqueiros que gostam de correr de uma igreja para outra fazendo problemas. 
III. Alguns servos a honra - 16:21-24 
Nem todo mundo pode ser um Paulo, mas todo mundo pode ajudar no ministério. Aqui há uma lista dos grandes lutadores que ajudaram  Paulo: Timóteo, o filho na fé de Paulo e um servo de Deus (Fil.2:19-22). Lúcio, que ajudou Paulo desde o princípio em Antioquia (Atos.13:1). Jason viajou com Paulo de Tessalônica (Atos.17:5-9) e Sosípatro era de Bereia (Atos.20:4). Paulo amou estes homens e sem sua ajuda o ministério dele não teria sido eficaz. 
Tercio escreveu esta carta para Paulo, e sem dúvida era bem conhecido em Roma sendo nascido romano. 
Gaio pode ser o Gaio de Atos.19:29 ou talvez aquele de Derbe (Atos.20:4). Com certeza é o Gaio de 1Cor.1:14 que Paulo batizou durante seu ministério em Corinto. Provavelmente Paulo estava hospedado na casa deste irmão porque escreveu esta carta de Corinto. 
Erasto, o tesoureiro da cidade de Roma, é um exemplo do poder do evangelho, porque poucos oficiais querem pensar em Deus. 
"O irmão Quarto", mostra que homens simples e sem grande talento podem ser servos de Deus também. 
Paulo sempre assinou suas cartas com sua "assinatura de graça" (2Tess.3:17-18) e aqui assina na mesma forma. É bem possível que apesar da vista aflita Paulo escreveu versos desta carta. Os profetas de vs.26 são profetas do Novo Testamento pelos quais Deus revelou as verdades da igreja e o evangelho da graça. Atos.13:1; 15:32; 21:10; 1Cor.12:28-29; 14:29-32; Efés.2:20; 3:5; 4:11. Que vs.27 seja cumprido em nossas vidas"!


Postar um comentário