Conferencista Edimilson Garcia

sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

ESTUDOS RESUMIDOS NOS LIVROS POÉTICOS




LIVRO DOS SALMOS
Introdução do livro.
Autores do livro.
O livro dos Salmos não foi escrito de uma vez só nem por um autor só. Observe os autores dos Salmos.
Davi escreveu, 73.
Asafe escreveu, 12 (50, 73, 74, 75, 76, 77, 78, 79, 80, 81, 82, 83).
Os filhos de Core escreveram, 11 (42, 44, 45, 46, 47, 48, 49, 84, 85, 87, 88).
Salomão escreveu, 2 (72, 127).
Hemã escreveu, 1 (88).
Etã escreveu, 1 (89).
Moisés escreveu, 1 (90).
Anônimos, 49.
Asafe, Hemã e Jedutum eram os dirigentes sobre os cantores da época de Davi. I Crônicas 25. Core, neto de Cora, com seus filhos eram os guardas do tabernáculo da época de Davi. Guarda é carregador. I Crônicas 19:19. Etã era um músico da época de Davi. I Crônicas 25:19.
Data do livro.
Os Salmos foram ajuntados durante mil anos. 1400-444 a.C. Moisés a Esdras. Deve ser que foi Esdras que fez a compilação e organização dos Salmos.
Apesar do fato que os Salmos foram escritos durante mil anos, e por autores de culturas, experiências e fundos diferentes, o livro tem uma união e harmonia maravilhosas. Esta união e harmonia somente podem ser explicadas pela inspiração divina.
Nome do livro.
Salmo é uma palavra grega (provavelmente vem da Septuaginta) que significa “Cânticos tocados nos instrumentos de corda”. Saltério vem da mesma palavra e é um tipo de harpa. O nome “Salmos” fala da coleção toda de salmos que estão neste livro. Em hebraico este livro é chamado o livro de orações ou o livro de louvor.
Houve uma polêmica na idade média sobre a música na igreja. A questão foi: a música da igreja deve ser somente dos salmos? A outra música serve também? Imagine como seria a sua reação com a música que a maioria das igrejas tem agora hoje em dia?
Devemos fazer uma observação sobre a música. A música deve louvar o Senhor Deus e não o músico nem o cantor. A música deve chamar a atenção para o nosso Salvador e não a nós. A música deve ser de acordo com a Palavra de Deus e não só ter som bonito e agradável aos ouvintes. Muita música cantada na igreja hoje em dia é mundana, sentimental, emocional, errada e herética. Mas tem som que agrada o mundo. Uma igreja deve deixar alguém cantar nos cultos que não pode pregar no púlpito? Salmo 47:7. É melhor louvar o Senhor que nos tirou da sujeira do pecado com a verdade e ordem da Palavra de Deus.
Esboço do livro.
1. Este livro é cinco livros em um livro. Note o seguinte.
Primeiro - Salmos 1-41.
Segundo - Salmos 42-72.
Terceiro - Salmos 73-89.
Quarto - Salmos 90-106.
Quinto - Salmos 107-150.
Cada um dos livros tem introdução e doxologia, quais são o primeiro e o último salmo de cada livro.
O livro todo também tem introdução e doxologia, quais são Salmo 1 e Salmo 150.
Todos os Salmos têm títulos menos do que 38, e estes são chamados os Salmos “órfãos”. Alias os Salmos órfãos podem ser do salmo (ou salmos) anterior.
2. O Pentateuco e os Salmos.
O Pentateuco são os cinco livros da lei de Deus. Os Salmos são os cinco livros de réplicas do coração à lei de Deus.
3. Classificações dos Salmos.
Os Salmos podem ser classificados em grupos de Salmos que têm o mesmo assunto ou caráter. Veja o seguinte.
Salmos da Natureza.
Salmos de Caráter.
Salmos de Arrependimento.
Salmos sobre a Palavra de Deus.
Salmos de Adoração.
Salmos sobre o Sofrimento.
Salmos de Segurança.
Salmos de Louvor.
Salmos Messiâncios.
OS SALMOS ESTUDADOS SEGUNDO AS SUAS CLASSIFICAÇÕES.
1. Os Salmos dos Degraus. 120-134.
É um grupo de Salmos que tem este título; Salmos de Degraus. Porque eles têm este nome? Há várias opiniões.
A. Cânticos cantados numa tonalidade mais alta
B. Cânticos cantados na subida da Arca da Aliança ao Monte Sião. I Crônicas 13.
C. Cânticos cantados no lugar mais alto do Templo.
D. Um deles foi cantado em cada degrau subindo ao Templo para adorar Deus.
E. Fala da volta do relógio do sol nos dias de Ezequias indicando que Deus deu mais 15 anos de vida a ele.
F. Cânticos cantados pelos judeus nas suas viagens ao Templo em Jerusalém. É esta que faz mais sentido. Porque? Observe.
A cidade de Jerusalém ficou nas montanhas da Judéia. Jerusalém por isso ficou mais alto do que a terra ao seu redor. Êxodo 34:24. I Reis 12:27. Observe também o Salmo 122 todo, mas em particular o v. 4. Então, quando o povo de Israel viajou a Jerusalém para observar as festas eles cantaram estes salmos subindo ao templo em Jerusalém.
2. Os Salmos Imprecatórios. 35, 58, 59, 69, 83, 109, 137.
Imprecatório significa; “imprecar, amaldiçoar, desejar castigar alguém, rogar pela praga contra alguém”.
Muitos têm problema com isso, até isso causa muitas pessoas não aceitar a Bíblia como sendo a Palavra inspirada de Deus. Observe alguns versículos que falam deste jeito. 5:10, 6:10, 28:4, 55:15, 58:6, 140:9-10, 149:7-9. Observe também alguns versículos no Novo Testamento. II Timóteo 4:14. Gálatas 1:8-9. Observe as objeções dadas aos versículos imprecatórios.
A. É contrário aos sentimentos mais elevados da natureza humana como compaixão e amor.
B. É contrário aos preceitos da religião como diz em Mateus 5:45.
C. É contrário ao ensino do Novo Testamento que diz amar ao inimigo e perdoar às suas injúrias.
D. São discordantes com a profissão dos salmistas que dizem que têm confiança zelosa em Deus.
Explicação.
A. Não é o perverso pedindo mal contra o bom, cuja bondade o condena.
B. Não é o homem ambicioso querendo eliminar o competidor.
C. Não tem nada a ver com inveja, rancor nem coisa semelhante.
D. Não é contra homens quaisquer, mas contra os malfeitores.
E. Não é vingança pessoal, mas é o pedido a favor da vingança e justiça divinas.
F. Além de tudo isso, há coisa que deve ser castigada. Muita gente não quer admitir que o mesmo Deus que ama também castiga, o mesmo Deus que abençoa também amaldiçoa. Existe o castigo de Deus porque Deus é justo e tem que castigar o pecado e o pecador. Salmo 137:8-9. Mateus 25:41, 26:24. Apocalipse 18:2 e 6, 20:10-15.
3. Os Salmos das Aleluias. 111-118, 146-150.
Na época do Velho Testamento os Salmos das aleluias (111-118) foram cantados em duas vozes. Os cânticos e a música fizeram uma parte muito importante na adoração dessa época. Deve ser para nós também.
Vamos pensar nos cinco últimos Salmos. 146-150. Note que cada um deles começa com “Louvai ao Senhor” e termina com “Louvai ao Senhor”.
Salmo 146. Deus sempre é digno de confiança.
A. Louva ao Senhor enquanto ainda estamos na terra. v. 2. Devemos louvar ao Senhor tanto no tempo ruim quanto no tempo bom. Pense nos perseguidos dos dias passados. Louvai ao Senhor constantemente por sua graça a nós.
B. Confia no Senhor e não nos homens que falham e morrem. v. 3-4. Confiar no homem para suprir as nossas necessidades (físicas e espirituais) é como o cego que guia outro cego.
C. A evidência porque devemos confiar em Deus. v. 5-10. Deus tem poder para fazer que achamos o impossível. A palavra, “Jeová” (O Senhor), é falado cinco vezes nos v. 7-9. Isto mostra que tudo isso está feito pelo Deus onipotente e soberano.
Salmo 147. Louvai ao Senhor como o edificador e o feitor.
A. Deus é o edificador e feitor das coisas espirituais. v. 2. Ele edificou e fez o templo em Jerusalém. Agora é o edificador e feitor da igreja do Novo Testamento. Louvai ao Senhor porque mostrou misericórdia e graça aos pecadores eleitos deste mundo sem Deus.
B. Deus não é só o edificador e feitor, mas também é o que sara. v. 3. Ele sara os quebrantados de coração. Ele pode atar as feridas espirituais todas. Ele é o grande médico.
C. Deus tem prazer naqueles que tem características divinas e agradáveis a ele. v. 11. Tem prazer nos nascidos de novo que são tementes a ele e que tem confiança nele. Tememos porque somos pecadores e por isso esperamos na sua misericórdia.
D. Deus manda a sua Palavra como manda o vento. O vento é o Espírito Santo. O Espírito Santo sopra a Palavra sobre os corações congelados e os pecadores tornam-se crentes em Cristo. v. 18.
E. Deus escolheu Israel para ser a sua nação eleita. Não fez assim com nenhuma outra nação (Israel). v. 20. Deus abençoou Israel e deixou as outras nações na ignorância. É assim também que Deus fez com os seus eleitos. Ele nos amou e chamou pela graça para ser a sua nação santa e deixou as outras pessoas na ignorância ainda. A graça maravilhosa de Deus deve fazer os eleitos cantar, “Louvai ao Senhor”.
Salmo 148. Chamar o universo todo para louvar ao Senhor.
O salmo começa o louvar a Deus lá no céu e depois passa para todos os outros domínios da criação. Assim tem que ser, porque Deus é eterno, soberano e imutável em todo lugar.
Salmo 149. O povo de Deus canta ao Senhor.
A. O cântico novo na congregação dos santos. v. 1. Cantamos louvores ao Senhor na congregação dos salvos. Nosso Deus merece.
B. Regozijamos no nosso rei, não nos seus presentes, mas nele mesmo. v. 2.
C. Louvar ao Senhor com a boca, e lutar contra o mal. v. 6. Cantar com a boca e lutar com a mão. É bem prático.
D. Nosso louvor é ao Senhor e nossa arma é a Palavra de Deus. Em toda maneira e condição a Palavra corta mortalmente o mal.
E. Os santos participarão nas vitórias do seu rei. v. 9. “Esta será a glória de todos os santos”.
Salmo 150. Doxologia – uma última grande aleluia.
A palavra “louvai” é falada em todos os versículos.
A. Onde louvamos ao Senhor? v.1. No santuário, o lugar santo do tabernáculo e do templo. Agora louvamos Deus na igreja do Senhor Jesus Cristo.
B. Porque louvamos o Senhor? v. 2. Por causa dos seus atos. (criação, providência, salvação). Por causa da excelência da sua grandeza. Deus é o Altíssimo Senhor.
C. Com que louvamos ao Senhor? v. 3-6. Com todo tipo de instrumento e tudo quanto tem fôlego. Éramos os instrumentos mortos e entregues ao diabo. Agora somos os instrumentos vivos de Deus. O saltério termina com os santos louvando ao Senhor. Vamos também “Louvai ao Senhor”.
4. Os Salmos de Caráter. 1, 15, 24, 50, 75, 82, 101, 112, 127,128, 131, 133.
Os Salmos que nos ensinam como é que fica o caráter do povo que agrada Deus. O caráter do salvo é importante? Clara que sim. Estes salmos descrevem o caráter do homem que agrada Deus. Vamos estudar o Salmo 1 ajuntando algumas coisas boas dos outros salmos de caráter também.
Salmo 1. A vida reta e justa perante Deus.
A. Este homem tem cuidado em escolher os seus companheiros. v. 1. Observe. Ele não aceita o conselho dos ímpios. Porque os ímpios têm uma idéia de vida pervertida. Ele não segue a vida do pecador. Porque ele anda no caminho errado. Ele está indiferente ao escarnecedor (zombador). A conversa dele tem que deixar para lá e escutar o Senhor. Ele deseja a companhia dos que temem a Deus. Porque as más conversações (companhias) corrompem os bons costumes. I Coríntios 15:33. Veja também Salmo 15:4.
B. Tudo isso significa que é homem de princípios, firmeza e caráter. Salmo 15:4-5. Este homem não pode ser tentado nem subornado para deixar as coisas de Deus.
C. O prazer deste homem é meditar na Palavra de Deus. v. 2. Note a comparação entre o que faz e o que não faz. (v. 1 e 2). A sua mente e o seu coração estão dedicados a Deus.
D. O resultado da vida que agrada Deus. v. 3. Firmeza – Como a árvore plantada à beira do rio, fica firme. O mundo muda constantemente, mas o fiel fica firme. Provisão Inesgotável – Como a árvore plantada à beira do rio a sua força fica constante. Porque a água não falta. O fiel tem a água da vida (a Palavra) sempre ao seu redor para dar a força espiritual. Fertilidade – Como a árvore plantada à beira do rio sempre dá fruto porque tem água suficiente, o fiel sempre dá fruto também por causa da Palavra. É inevitável. Beleza - Como a árvore plantada à beira do rio sempre dá fruto porque tem água suficiente, o fiel é belo na sua vida por causa da Palavra. Poder – Para completar o que começa fazer. A Palavra de Deus e Deus mesmo dá o poder para completar, concluir e continuar o que começou. Este poder vem do Senhor. Jeremias 17:7-8.
E. Os ímpios não são assim. v. 4-6. Moinha – Eles são sem valor e substância. São instáveis e sempre insatisfeitos. Condenados – Eles serão julgados e condenados por causa da sua infidelidade. Deus conhece a diferença – Entre os dois, os salvos e os perdidos.
F. Conclusão. Sinceridade e Santidade. Salmo 24:4. Sinceridade – A pureza de motivo. A diferença entre sinceridade e hipocrisia. Salmo 15:2. Santidade – Sinceridade no coração produz santidade na vida. Salmo 15:2.
5. O Salmo de Moisés. 90. A Brevidade da Vida.
A oração de Moisés escrita no deserto da Arábia.
A. A eternidade de Deus contrastada com a brevidade da vida humana. v. 1-6.
B. A razão da brevidade da vida humana – a ira de Deus por causa do pecado humano. v. 7-11.
C. Oração pelo perdão divino – é só que podemos fazer. Deus é misericordioso. v. 12-17.
D. Observação. Note os vários nomes de Deus neste salmo. Adonai – Significa mestre e dono. v. 1. Quando estamos sofrendo a correção ou a aflição de Deus (como eles no deserto) o melhor que podemos fazer é correr para Deus que é nosso refúgio. Eloim – O Deus supremo triúno. v. 2. Deus triúno, o todo supremo e soberano tem direito para fazer com os seus a sua vontade. Jeová – O auto-existente Deus. v. 13. Deus sempre existe para nós. Enquanto estamos morrendo, ele é a nossa única esperança. Jeová nosso Eloim – O auto-existente Deus triúno. v. 17. Só ele pode confirmar (estabelecer) as nossas obras.
6. Os Salmos de Adoração. 26, 73, 84, 100, 116, 122.
Estes salmos são ricos do ensinamento bíblico pela razão porque os autores assistiram os cultos de adoração. O mundo moderno não gostaria da ambiente mortífera (derramar de muito sangue) do templo, como também agora o mundo não gosta da história da cruz sangrenta de Jesus Cristo. Porque para o mundo a pregação do Evangelho é uma loucura. Mas, para o judeu o lugar mais precioso era o templo. Para o crente assistir a pregação da cruz é a coisa mais preciosa da sua vida.
A. O Salmista gostou de ir ao templo para ter comunhão com Deus. Ele queria gastar a vida toda na casa de Deus. Salmo 27:4. Desejou com um entusiasmo grande estar na casa do Senhor. Salmo 84:2. Achou que um dia na casa de Deus valeu mais do que mil dias em outro lugar. Salmo 84:10. Achou que a posição mais baixa na casa de Deus era melhor do que a glória e prazer dos ímpios. Salmo 84:10. Regozijou quando foi convidado ir à casa do Senhor. Salmo 122:1. Qual é o problema como os crentes que faltam os cultos sem problema?
B. Na casa de Deus temos comunhão com os outros adoradores. Adoração pública oferece mais do que somente a adoração particular de cada pessoa. O salmista odiou a congregação dos malfeitores e nem quis ajuntar-se com eles. Salmo 26:5. Mas teve prazer de estar na congregação dos verdadeiros adoradores do Senhor. Salmo 26:12. Aquele que ama o Senhor Deus busca a comunhão dos amados do Senhor.
C. Alguns dos problemas maiores da vida são resolvidos na casa de Deus. Exemplo dessa verdade é o Salmo 73:1-3. Observe algumas perguntas que o salmista teve sem respostas até chegou na casa de Deus. Porque os ímpios prosperam? v. 3. Parece que a morte para eles seja mais fácil. v. 4. Porque muitas vezes os ímpios têm poucos problemas na vida? v. 5. Parece que eles tenham mais bênçãos na vida do que o justo. v. 7. Isso é apesar do fato que ele são insolentes. v. 8-9. Mas o salmista teve uma vida difícil. v. 14. O salmista não conseguiu entender estas coisas. v. 16. Até que entrou na casa de Deus para ouvir a Sua Palavra. v. 17. Na casa de Deus ele entendeu o fim deles. A verdade é que nós (os salvos) temos a porção melhor e a vida eterna e um lar no céu. v. 23-28.
D. Achamos repouso, refrigério, fortaleza, gozo e alegria na casa de Deus. Salmo 84:5. Os caminhos aplanados falam do caminho que vai à casa de Deus. O salvo ama até o caminho que leva à casa de Deus. Porque? Lá achamos a alegria que não achamos no mundo. Salmo 84:6-7. Andamos no mundo onde ficamos cheios de lamentação e tristeza. Baca é um vale na Palestina, a palavra significa chorar ou lamentar. Mas, na casa de Deus achamos paz, alegria, gozo, fortaleza, repouso e refrigério. Estar na casa do Senhor ajuda o crente agüentar o mundo cheio de tristeza.
E. Vamos à casa de Deus para louvar aquele que nos ama. Salmo 100. Note v. 3. Nós somos as ovelhas do Senhor porque Deus nos fez as suas ovelhas. Ele nos escolheu, chamou, salvou e nos deu a paz que excede todo o entendimento. É grande motivo para louvar ao Senhor nosso maravilhoso Salvador.
F. Vamos à casa de Deus para dar testemunho aos outros da sua graça. Salmo 116:13-14. O cálice fala da abundância da graça de Deus na salvação. “Veio, porém, a lei para que a ofensa abundasse; mas, onde o pecado abundou, superabundou a graça”. Romanos 5:20. O melhor lugar para dar testemunho da nossa gratidão pela sua graça maravilhosa está na casa de Deus. Leia Salmo 122. Que prazer a casa de Deus nos dá.
7. Os Salmos de Arrependimento. 6, 25, 32, 38, 39, 40, 51, 102, 130.
Introdução. Estes salmos têm a doutrina básica da depravação humana. Veja alguns versículos. 14:1-3, 53:3, 130:3, 143:2.
Salmo 51 – A lamentação do verdadeiramente arrependido. Este salmo foi escrito depois que o profeta Natã entregou para Davi a sua mensagem mostrando o pecado de Davi com Bate-seba.
Davi descreve o pecado dele claramente assim.
A. Transgressão – v. 1, 3. Que é rebelião contra a vontade de Deus.
B. Iniqüidade – v. 2, 5 . Que é perversidade e maldade.
C. Pecado – v. 2, 3, 5. Que é não acertar o alvo.
D. Pecado suja ou polui – v. 2, 7. Por isso ele pediu purificação. O perdido nem pensa nisso.
E. O seu pecado sempre estava diante dele – v. 3. Este é o arrependido verdadeiramente.
F. Pecado é contra Deus – v. 4. Antes de tudo e de todos o pecado é contra Deus. Somente o regenerado conhece esta verdade.
G. Depravação total – v. 5. Pecador é depravado pela sua natureza.
H. Pecado tira a comunhão com Deus – v. 11. O salvo tem que confessar os seus pecado a Deus e Deus é fiel e justo para nos perdoar e nos purificar de toda a injustiça.
I. Pecado tira a alegria da salvação do crente – v. 12. Nós sabemos disso.
J. Pecado fecha a boca do testemunho do salvo por Cristo – v. 13-15. Tira a nossa vontade para testemunhar (evangelizar) os outros.
K. Pecado faz mal com os outros ao nosso redor – v. 14.
O caminho de voltar à comunhão com Deus.
A. Não pelas obras da lei – v. 16.
B. É um coração quebrantado por causa do pecado – v. 17. O coração quebrantado significa um coração contrito, arrependido, quebrado em pedaços por causa do pecado cometido. Nesta situação a única coisa quebrada que ainda presta, é o coração quebrantado.
C. De onde vem o perdão é Deus – v. 6-10.
Conclusão. O salmo 32 dá o gozo do homem perdoado e restaurado por Deus. Davi escreveu este salmo depois que foi perdoado e restaurado a Deus por causa do seu pecado que fez com Bate-seba.
8. Os Salmos acerca da Palavra de Deus. 19:7-14, 119.
Duas características do Salmo 119.
A. É o capítulo mais cumprido da Bíblia. Mostra a grande importância que a Bíblia tem nas nossas vidas. Salmo 119 está bem no meio da Bíblia e isso mostra o lugar central que a Bíblia deve ter entre nós. A Bíblia deve está bem no meio da nossa doutrina e das nossas vidas. Mostra também o amor que devemos ter por ela. O salmista amou e meditou nela continuamente. 119:97. Folgou com ela como alguém que acha um grande tesouro. 119:162. Achou mais doce do que o mel na boca. 119:103. Ficou ansioso para a hora chegar de pensar nela. 119:148. A palavra de Deus era os seus conselheiros. 119:24. Não ficou envergonhado da palavra de Deus. 119:46. Ficou triste porque o povo não a escutou nem a obedeceu. 119:136.
B. É salmo alfabético ou acróstico (arranjo alfabético ou acróstico). Este salmo não tem nome nem título, mas não precisa porque é óbvio o seu assunto. Distingue-se na largueza do seu pensamento, na profundeza do seu propósito e na altura do seu fervor acerca da palavra de Deus. Este salmo tem um arranjo segundo o alfabeto hebraico. O alfabeto hebraico tem 22 letras. Cada letra é a cabeça de uma seção de oito versículos. Cada versículo de cada seção começa com a letra da sua própria cabeça correspondente na língua original. Não podemos ver essa parte porque ficou perdida por causa da tradução de uma língua para outra. Pode ver estas seções na Bíblia: 22 seções de oito versículos. Note as letras do alfabeto hebraico na sua Bíblia: álef, bet, guímel, dálet, he, vav, záin, het, tet, iôd, cáf, lámed, mem, nun, sámech, aín, pe, tsádi, cof, reich, shin, tav.
Porque está escrito assim? Há razão? Com certeza há. Deus inspirou este salmo desse jeito para nos ensinar alguma coisa ou coisas.
A. É a maneira certa de ensinar a criança o alfabeto? Na escola dominical ou em casa? Ó que maneira boa para ensinar os filhos a Bíblia e o alfabeto.
B. Tudo que falamos deve estar cheio da palavra de Deus. Palavras são feitas de letras do alfabeto. É uma conversa repleta da palavra do Senhor.
C. Cristo é o alfa e ômega de toda a ciência e verdade. Ele é o princípio e o fim da verdade e tudo que fica no meio. Ele é a palavra de Deus, este é o Seu nome.
D. Jesus Cristo é tudo que todas letras e palavras de todos os alfabetos podem expressar e muito mais. Ele é a palavra de Deus (o Verbo).
E. Jesus Cristo é o princípio e o fim de todo conhecimento verdadeiro.
F. A palavra de Deus é nosso conhecimento e sabedoria perfeitos e completos.
G. Deus não é de confusão. Ele é de ordem e de um arranjo perfeito.
Algumas características da palavra de Deus.
A. É fiel e verdadeira eternamente. 119:89.
B. A sua profundeza está sem limite. 119:96.
C. O seu conteúdo é só verdade. 119:160. Portanto, é a regra absoluta. 19:9.
D. É fiel. 19:7. Não é relativo nem variável. Portanto, faz sábio o ignorante.
E. É pura. 119:140. Foi testada, provada e achada pura.
F. É perfeita. 19:7. Sempre cumpre o seu propósito de refrigerar a alma.
G. É justamente o contrário à sabedoria humana. 19:8-9. Leva o homem para a pureza e desejar fazer o melhor. A sabedoria humana não faz isso.
A obra da palavra de Deus.
A. Guiar o homem nesta vida. 119:105. É a voz da experiência para o jovem que a falta. 119:9. Para os mais velhos é o guia da vida.
B. Dá conforto e encorajamento no tempo da aflição. 119:50. O homem sem a promessa, segurança, certeza e confiança da palavra de Deus, na aflição fica oprimido. Dá coragem quando lemos sobre os santos antigos no meio da dificuldade. 119:132. Muitas vezes a aflição é a maneira de descobrir o que está faltando na vida. 119:67, 71.
C. A sabedoria verdadeira é dada pela palavra de Deus mais do que pela sabedoria humana toda. 119:98-99, 104.
Poder para seguir a palavra de Deus.
Precisamos da sabedoria da palavra de Deus. Mas, precisamos também o poder para seguir a palavra de Deus. 119:176.
A. Estamos inclinados para nos desgarrar.
B. Deus tem que nos buscar ou não há esperança.
C. Somente a sabedoria da palavra de Deus pode nos iluminar.
D. Podemos nos desgarrar, mas Deus não nos deixa esquecer a Sua palavra.
E. Somente um andar fiel (119:11) com Deus através da comunhão da palavra de Deus dá o conhecimento da presença do pecado.
9. Os Salmos Messiânicos.
O versículo certo para este estudo é Lucas 24:44. Salmo 40:4-6 está apresentado o sacrifício de Jesus Cristo. Hebreus 10:1-7 explica esta passagem. Os sacrifícios do Velho Testamento não tiraram o pecado, só Cristo faz isso. Os sacrifícios do Velho Testamento eram simbólicos do Cordeiro de Deus que tira o pecado.
A necessidade que o homem tem do Salvador.
Os salmos ensinam a mesma verdade que Paulo depois ensinou (Romanos 3:4-18). O homem pecador precisa do Salvador Jesus Cristo. Salmos 5:9, 10:7, 14:1-3, 36:1, 51:4-6, 149:3.
A vida e o sofrimento do Salvador nos salmos.
A. Os magos chegaram para ver o Salvador em Belém. 72:9-10.
B. O zelo do Messias no templo. 69:9.
C. O Messias não foi aceito pela família. 69:8.
D. As crianças cantaram “hosana” ao Salvador na Sua entrada triunfal. 8:2, 118:26.
E. A rejeição do Messias por Israel. 118:22.
F. O sofrimento do Messias no Jardim de Getsêmani. 69:1-4.
G. O traidor do Salvador. 41:9.
H. Israel abandonado temporariamente pelo Messias. 69:25 com Mateus 23:38.
I. Jesus citou Salmo 22 na instituição da ceia. Mateus 26:24.
J. Cantaram um hino depois da ceia. 22:22 com Hebreus 2:12.
K. O ódio do povo à crucificação de Jesus Cristo. 2:1-3.
L. As circunstâncias do julgamento do Messias à crucificação. Falsos testemunhos – 27:12. A vergonha e escárnio – 69:19.
M. Os pés e as mãos traspassados. 22:16.
N. Lançaram sortes sobre a roupa do Salvador à crucificação. 22:18.
O. Zombaram o Salvador à crucificação. 22:8.
P. O Messias citou Salmo 22:1 na cruz.
Q. O fel e o vinagre. 69:21.
R. A morte, o sepultamento e a ressurreição do Salvador. 16:10.
S. A ascensão do salvador. 68:18. 24:7-10.
Conclusão.
Salmos 85:10. Em Jesus Cristo só pode ser que a verdade desse versículo é a verdade!


Postar um comentário