Conferencista Edimilson Garcia

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Exercício em Piedade I Tm 4.7-8


“Mas rejeita as fábulas profanas e de velhas, e exercita-te a ti mesmo em piedade; Porque o exercício corporal para pouco aproveita, mas a piedade para tudo é proveitosa, tendo a promessa da vida presente e da que há de vir.” I Tm. 4.7-8 
Atentemos brevemente ao significado da palavra “piedade”. Para termos piedade em nosso andar Cristão será necessário entendermos o que biblicamente é ser piedoso. A palavra “piedade” vem da palavra grega “eusebeia”, e esta é a junção de duas palavras: “eu” que significa “bom ou correto”, e “sebomaie” que significa “adorar”. Portanto, piedade é adorar bem ou corretamente. Possuir piedade quando se adora a Deus bem e de maneira correta como está proposta nas Escrituras, não é seguir os desejos do seu próprio coração e consciência; mas é seguir o ensino da sagrada Palavra de Deus, a qual permanece para sempre no céu. Não é necessário estimular a emoção, sensacionalismo, mistificação ou atualizar os modismos. Deus é eterno, e a Sua Palavra é eterna, o mesmo, ontem, hoje e para sempre. Assim, o caminho de piedade é estabelecido eternamente e devemos nos esforçar nela. 
Quando Caim e Abel adoraram diante de Deus, Caim adorou incorretamente, e Abel adorou corretamente. Deus aceitou a adoração de Abel mas rejeitou a de Caim por Caim não obedecer o mandamento Divino para com a adoração. Com vingança, injustiça procurou matar a justiça. É possível matar um homem justo, mas não é possível matar a justiça de Deus. Adoração aceitável diante de Deus requer adoração de forma correta! Deus não é forçado a aceitar aquilo que dizem a adoração ser quando vem das imaginações ímpias do homem. 
Piedade “tem a ver com as relações reais, verdadeiras, espirituais e internas com Deus” enquanto religião, “tem a ver com as ações externas nas cerimônias e observações religiosas, as quais podem ser feitas pela carne.” (E. W. Bullinger). João Gill, referindo-se à piedade escreveu: “Isto é nada mais que a devoção interna da mente e zelo espiritual no serviço a Deus; é a disposição santa da alma para com Deus.” Um relacionamento espiritual e real para com Deus produzirá ardente e santo zelo para corretamente adorar. O servo deve exercitar a si mesmo constantemente na Palavra de Deus para não desviar-se em sua adoração. 


Postar um comentário